Definidos diretores e monitores do Colégio Cívico-militar de Goioerê

Já estão definidos os diretores e monitores do Colégio Cívico-militar de Goioerê. Além do professor Adenildo de Brito, que será o diretor cívico, o colégio contará ainda com o diretor Militar, através do subtenente da reservada da Polícia Militar João Carlos Teles. Já os monitores serão o sargento da reserva da Polícia Militar, Murilo Martins e o cabo Lourival Martins, também da reserva.

De acordo com a chefia do Núcleo de Educação de Goioerê, os quatro assumirão oficialmente o comando do colégio a partir de segunda-feira, dia 19, quando começam a trabalhar na organização do retorno das aulas presenciais.

A chefe do Núcleo de Educação, Tânia Faria, esteve sexta-feira na prefeitura, onde se reuniu com o prefeito Betinho Lima e fez a apresentação dos diretores do colégio Cívico Militar.

Na oportunidade, o diretor Adenildo falou do grande interesse da comunidade pelo Colégio. “O colégio tinha 220 alunos e com a mudança para Cívico-militar já temos matriculados 347. São alunos de toda a cidade. Eram 10 salas e hoje estamos com 13 praticamente lotadas”, comentou, falando que os alunos migraram até mesmo de escolas particulares e bairros mais distantes como Jaracatiá e comunidades rurais.

O subtenente Teles explicou como será um pouco do trabalho militar. “Todos os dias, das 7:15 às 7:30 acontecerá a ordem unida. Também haverá aula de canto, onde os alunos vão aprender a cantar o Hino Nacional para se apresentarem em atos oficiais”, disse, citando que os alunos receberão uniformes de gala, de educação física e para a sala de aula além de usarem a boina.

O prefeito Betinho Lima disse da importância do colégio cívico militar no resgate de valores que vão impactar a cidade. “As famílias vão notar em casa a mudança de seus filhos”, comentou ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.