Sucessor de Coelho vai receber prefeitura com os cofres cheios

Uma boa notícia para o sucessor do prefeito de Goioerê, Pedro Coelho: os cofres da prefeitura vão estar cheios, com milhões de recursos para investimentos nas mais diversas áreas.

De acordo com fontes da própria administração, que pediram para não ser identificadas, só da Caixa Econômica Federal, serão R$ 10 milhões – empréstimo já aprovado pelo órgão.

Além disso, o próximo prefeito terá à sua disposição, diversos outros recursos que estão parados por falta de habilidade política do atual prefeito e ações concretas de sua administraçãopara a realização de obras.

De acordo com lideranças do MDB, só do deputado ‘Frangão’, por exemplo, existem recursos a revitalização total da Praça da Matriz, cujo projeto prevê investimentos de R$ 800 mil, na restauração da fonte luminosa, construção de estacionamentoe outras ações de melhorias.

Além disso, existem recursos de R$ 450 mil, destinados para o Jardim Universitário, visando a construção de um Centro de Eventos, bem como dinheiro para construção do lago e verba de R$ 1 milhão para melhoria do Parque Ecológico, entre outras.

Fontes do MDB garantem que da parte do deputado Frangão, existem recursos para pelo menos 9 obras que ainda não foram iniciadas pela atual administração, não se sabe se por má vontade ou falta de projetos.

A fartura financeira de Goioerê não para por aí. Na região, a cidade é uma das que mais receberam recursos para reforçar o caixa durante a pandemia do novo coronavírus. Milhões foram depositados nas contas da prefeitura, com o dinheiro podendo ser usado em vários setores.

OBRAS PARDAS: – Mas nem tudo será só alegrias para o próximo gestor. O sucesso de Pedro Coelho também vai encontrar obras paradas, como é o caso da Pista de Skate, a Praça de Esportes do Jardim Universitário e a área de lazer do Conjunto Águas Claras.

Além disso, as obras da Supercreche, iniciadas ainda em 2017, seguem em ritmo muito lento. Atualmente os serviços foram paralisados. A prefeitura alega falta de repasse dos pagamentos para a empresa que está realizando a obra.

Outra obra que se ‘arrasta’ há anos, é o Lar Morada Águas Claras. O asilo, projeto para abrigar idosos da cidade em condições de vulnerabilidade, é um sonho, que está difícil de se realizar.

 

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.