Romantismo promete movimentar o comércio no Dia dos Namorados

A data mais romântica do ano está chegando e para saber sobre as expectativas para o comércio no Dia dos Namorados, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo da Paraná (Fecomércio PR) realizou uma sondagem com consumidores em todo o estado. Segundo o levantamento, 58,1% dos paranaenses pretendem presentear alguém no próximo dia 12 de junho, parcela 14,1% superior ao ano passado, quando 50,9% pretendiam ir às compras.

Os homens estão mais propensos a gastar para impressionar a pessoa amada, com 68,3% de respostas positivas, ante 54,7% entre as mulheres.  A maioria (57,5%) dos que vão presentear no Dia dos Namorados está casada, enquanto 25,1% estão namorando e 17,5% moram juntos.

Este ano a sondagem registra o maior tíquete médio da série histórica, com R$ 151,36, ante R$ 133,51 em 2020, o que pode ser explicado pelo fato de grande parte da amostra declarar estar empregada atualmente. O tíquete médio do presente que será comprado pelos homens (R$ 179,27) é superior ao que será adquirido pelas mulheres (R$ 139,51).

TIPO DE PRESENTE – Ao presentear, as opções mais citadas continuam as mesmas de 2020: vestuário e calçados em primeiro lugar, com 54,2%; artigos de perfumaria com 24,0%, jantar a dois, com 18,9%, bem como alimentos e bebidas nas tradicionais cestas de café da manhã, com 18,5% das citações.

Quando os entrevistados foram questionados sobre o que gostariam de receber de sua cara-metade, 44,4% disseram que desejam ganhar itens de vestuário e calçados, enquanto 22,9% preferem ser surpreendidos. Outros 21,1% sinalizaram que desejam ser presenteados com artigos de perfumaria e 20,7% gostariam de degustar um jantar romântico. Essa questão era de múltipla escolha, então foi possível citar mais de uma opção de presente.

A qualidade do produto é o que mais influência na decisão da compra do presente, com 46,9% e só depois, com 13,8%, vem o preço baixo.

PROCESSO DE COMPRA – Apesar da coleta da sondagem ter sido realizada entre os dias 24 e 31 de maio, ou seja, com a maior parte das respostas obtidas antes das medidas mais restritivas adotadas pelos governos estaduais e municipais para contenção da disseminação da Covid-19, o estudo da Fecomércio PR mostra que o local preferido para comprar o presente do Dia dos Namorados é o comércio de rua, com 44,7%, somando as lojas do centro da cidade (38,2%) e lojas de bairro (6,5%). As lojas de shoppings devem ser a opção de 18,9%, dentro do possível. Já as compras pela internet serão a escolha de 21,8% dos consumidores, percentual abaixo dos 27,0% registrados no ano passado.

O pagamento virtual ou nos cartões de crédito e débito são as preferências dos entrevistados. Apenas 10,2% dos paranaenses pretendem comprar à vista em dinheiro.

Outro ponto evidenciado pela pesquisa é que três a cada quatro entrevistados deixam para comprar o presente na última semana. Desta forma, na semana que vem o comércio deve verificar aumento nas vendas, o que deve trazer um alívio para boa parte dos comerciantes, especialmente dos setores de vestuários e calçados, que são os mais afetados pela pandemia.

IMPACTOS DA PANDEMIA – Entre os 31,7% dos consumidores que não vão presentear no próximo dia 12 de junho e os 10,2% que ainda estão indecisos, o principal motivo é a ausência de um relacionamento sério, com 30,3% das respostas, seguido pela falta de condições financeiras, com 22,7%. Há ainda 22,2% que decidiram por não trocar presentes.

A pandemia também impactou na decisão de compra para a data, afetando 59,4% dos paranaenses, principalmente em relação ao valor do presente (60,9%) e na decisão de não presentear (28,8%). (Fonte: Fecomercio).

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!