Rancho Alegre: vereadores autorizam compra de vacinas contra a Covid-19

Foi aprovada nesta semana pela Câmara de Vereadores de Rancho Alegre D’Oeste, projeto de lei que ratifica o Protocolo de Intenções firmado entre o município e o consórcio da Comcam, para adquirir vacinas contra a Covid-19.

O prefeito Aristeu Ceniz, que conversou pessoalmente com cada vereador, comemorou a aprovação do projeto e disse que o município já conta com a reserva financeira necessária para garantir a compra das duas doses da vacina para cada morador da cidade. “Já temos o recurso, inclusive para comprarmos a vacina para toda a população”, disse.

Com a aprovação do projeto pela Câmara, o município de Rancho Alegre está autorizado a participar da primeira assembleia de constituição do consórcio, marcada para esta segunda-feira, dia 22 e avançar nas tratativas para a aquisição das vacinas.

A lei que autoriza que Rancho Alegre faça parte do Consórcio Nacional de Vacinas, reúne mais de 1.700 cidades brasileiras e a expectativa é de que nos próximos dias os municípios possam fazer a compra do imunizante.

“Estou feliz pelo apoio da Câmara, pois o cenário atual exige atitudes rápidas e a vacinação em massa da população. Sem dúvida essa é a melhor chance de conter a transmissão do vírus e salvar vidas”, destaca o prefeito.

O prefeito explica que com a aquisição direta pelo consórcio, os municípios poderão ampliar a quantidade de vacinas distribuídas e acelerar a imunização da população. “Imunizar a população é uma necessidade urgente para frear o colapso da saúde, evitar mortes e para retomar a atividade econômica”, citou.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador ‘Toninho Amaro’, a aprovação da lei é um passo importante que o município está dando na guerra contra a Covid-19. “A Câmara sabe da importância de termos um plano b. Esse consórcio é isso, um plano extra que vamos usar em caso do plano nacional de imunização não funcionar bem”, destacou ele.

PNI: – Conforme o Programa Nacional de Imunizações (PNI), a aquisição de vacinas é atribuição do governo federal, mas diante da dificuldade em atender à população na velocidade necessária, os prefeitos se organizaram para antecipar a compra do imunizante com base em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.