Após um ano, volta às aulas ainda não tem data definida

Após um ano de fechamento das escolas, completado nesta sexta-feira, dia 19, na tentativa de frear o avanço da Covid-19, a volta às aulas presenciais ainda não tem data definida para acontecer em Goioerê. “A gente estava com tudo preparado para voltar no último dia 15, mas infelizmente o número de casos da doença aumentou e isso frustrou nossas expectativas”, diz a secretária de Educação do município, Aline Batista.
Ela conta que Goioerê vem trabalhando com a possibilidade de um retorno gradual, dentro de protocolos muito rígidos de segurança, tanto para os alunos quanto para os professores. “A proposta é voltarmos no formado hibrido, como tem proposto o governo estadual. Esta é uma forma segura, pois o aluno que não estiver em sala de aula poderá acompanhar as aulas de casa”, cita.
Além de seguir o calendário estadual, a secretária explica que a data do retorno das aulas será decidida em conjunto entre educação e área da saúde. “Não vamos tomar nenhuma decisão sem ouvir a saúde do município, em especial o integrantes do Comitê Covid. Essa é uma decisão séria, que precisa ser tomada de forma equilibrada e no momento apropriado”, disse.
Por sua vez, o prefeito Betinho Lima cita que a rede municipal está preparada para o momento da retomada das aulas e que a prefeitura já adquiriu uma série de EPI’s para os professores, bem como tapetes sanitizantes, termômetros para aferir temperatura, bem como dispenser de álcool em gel para uso nas escolas.
“Estamos preparados, mas precisamos aguardar o comando estadual, que tem sido cauteloso, uma vez que os números não são favoráveis nesse momento”, destaca ele, lembrando aos pais que as crianças serão recebidas e cuidadas com muita segurança.

PARANÁ: – De acordo com o governo estadual, através da Secretaria de Educação, a decisão de suspender as atividades presenciais nas escolas do Paraná levou em consideração o cenário da pandemia no estado. “A escola é um ambiente seguro e tem seus protocolos, mas avaliamos que para a escola e para os servidores não é o momento de retornar”, disse o secretário estadual da Educação, Renato Feder.
De acordo com o Feder, a decisão de não voltar no último dia 15, foi tomada em conjunto com o governador Ratinho Júnior e o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, após conversas com diretores de escolas e chefes de núcleos regionais de educação.

AVALIAÇÃO: – Segundo o secretário, a evolução diária dos índices de internações, novos casos e transmissão do vírus são fatores avaliados diariamente pelas autoridades estaduais, visando definir a data de retorno das aulas, o que por enquanto ainda está indefinido.
No entanto, enquanto isso, as aulas continuam de forma remota com os encontros virtuais realizados pelos professores e seus alunos diariamente.

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!