Dor e consternação: um dos velórios mais tristes que Goioerê já viu

No centro do Ginásio de Esportes, quatro caixões e dentro deles os corpos de Valdecy Cruzeiro, sua esposa Luciana e das filhas Júlia e Beatriz.

Atônita com a tragédia, Goioerê parou, levando para o local do velório centenas de pessoas, entre amigos, parentes e familiares. Alguns não conseguiram permanecer no local. Saíram para recuperar o fôlego.

Perplexos com a tragédia e inconformados com prematura perda, um sentimento de tristeza e incredulidade, dor e revolta tomava conta da maioria dos presentes. Quatro vidas que se foram, muitos sonhos e projetos sepultados.

Eles se foram, levaram consigo parte de uma história de luta, garra e determinação, mas deixam a certeza de muitos amigos que os admiravam e que certamente serão consolados e confortados por tudo que foram e representaram enquanto estiveram conosco.

Aos familiares, pedimos a Deus fortalecimento, conforto e compreensão. E que todos possamos ter a certeza de que Valdecy e Luciana partiram orgulhosos por tudo que foram e fizeram para termos um mundo melhor.

Como pelos frutos se vê a qualidade da árvore, não há dúvida de que eles estão em paz com suas filhas, bem guardados, colhendo o que semearam.

A MORTE: A morte de Valdecy e sua família aconteceu na manhã da última terça-feira, quando eles se dirigiram para Guaratuba. Valdecy pilotava o avião que os levaria à praia, mas a aeronave acabou caindo próximo ao município de Roncador. Ainda não se sabe a causa do acidente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!