Goioerê fechou 2020 com saldo positivo de empregos

O município de Goioerê fechou o ano de 2020 com saldo positivo em geração de emprego. Os dados são do Caged – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – divulgado pelo Ministério do Trabalho.

De acordo com os dados, em dezembro foram criadas 11 novas vagas registradas em carteira, resultado de 111 contratações contra 100 demissões. No acumulado, foram 1.461 contratações contra 1.332 demissões, fechando o ano com um saldo de 129 empregos gerados.

Na região Comcam, Goioerê ficou atrás apenas de Campo Mourão, que abriu 15 novas vagas e Peabiru com 12. Na Comarca, todas as demais cidades fecharam com saldo negativo.

SALDO NEGATIVO: Araruna (-36); Barbosa Ferraz (-1); Boa Esperança (-13); Farol  (-3); Juranda (-3); Luiziana (-9); Mamborê (-5); Moreira Sales (-1); Nova Cantu  (-2); Quinta do Sol (-2); Rancho Alegre D’Oeste (-1); Roncador (-14); e Terra Boa (-44).

SALDO POSITIVO: Altamira do Paraná (2); Campo Mourão (15); Corumbataí do Sul (1 ); Engenheiro Beltrão (5); Fênix  (1 ); Goioerê (11); Iretama (18); Janiópolis (4); Peabiru (12); Quarto Centenário (5); e Ubiratã (11).

PARANÁ: O Paraná abriu 52.670 vagas de emprego em 2020. Esse foi o segundo melhor resultado do País, com apenas 380 contratações a menos do que Santa Catarina. O resultado é o comparativo entre 1.193.316 admissões e 1.140.646 desligamentos. O Paraná foi responsável por 36,9% do resultado nacional no ano passado, que foi de 142.690 novas vagas.

O saldo de empregos do ano passado foi superior inclusive a 2019, que fechou em 51.441 vagas abertas. Foi o melhor indicador do Paraná nos últimos sete anos. O recorte de dezembro foi negativo, com -8.077 vagas, espelhando a realidade nacional, que encerrou em -67.906. Esse é um mês que tradicionalmente registra mais demissões de trabalhadores com carteira assinada por causa das contratações temporárias.

Na evolução mensal, o Paraná teve oito meses com saldo positivo, sendo seis consecutivos após o primeiro impacto da pandemia, entre março e maio. Os meses com registros de alta foram janeiro (18.111), fevereiro (28.729), junho (1.959), julho (14.212), agosto (16.557), setembro (19.909), outubro (32.564) e novembro (28.940).

No Estado, os setores que mais se destacaram no acumulado do ano de 2020 foram indústria de transformação (25.880), seguido de construção civil (14.855), comércio (7.967), agricultura (1.657) e serviços (629). Além disso, apenas um setor apresentou resultado negativo no acumulado do ano: serviços industriais de utilidade pública (-79).

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!