Mudança de clima tende a diminuir casos de dengue

O clima frio, com temperaturas cada vez mais baixas, acaba por favorecer as ações de combate ao mosquito transmissor da dengue. Mas mesmo assim, a população não pode baixar a guarda, alertam as autoridades de saúde.

De acordo com as orientações, a população deve aproveitar este momento, para realizar a limpeza de seus quintais e terrenos baldios, com o objetivo de eliminar possíveis criadouros do inseto, desencadeando uma ação preventiva mais efetiva.

Ana Flávia Costa, diretora da Vigilância Sanitária de Goioerê, tem dito que o órgão segue contando com o apoio da população no bloqueio de possíveis criadouros do mosquito da dengue, dentro das residências e na colaboração do trabalho dos agentes de endemias, que fazem vistorias diárias.

A preocupação das autoridades de saúde é válida, uma vez que dados do boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira, apontam que em Goioerê são 2.291 notificações até agora e 1.134 casos confirmados da doença.

A secretária de Saúde de Goioerê, Silvia Santos, diz que o trabalho de combate à dengue deve ser feito de forma conjunta, entre poder público e população. “Esse trabalho só terá resultados se for feito de forma conjunta. Por isso é extremamente importante que as pessoas continuem atentas na eliminação dos possíveis criadouros do mosquito, bem como facilitem o trabalho dos agentes de endemias, que diariamente estão vistoriando imóveis nos mais diversos bairros de Goioerê”, cita ela.
 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 99900-1503 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.