Vereador pede adicional de periculosidade a servidores

O vereador ‘Joaquim da Ambulância’, está cobrando da administração do prefeito Pedro Coelho, o pagamento do benefício da periculosidade aos servidores que atuam no setor de fiscalização. Além disso, o vereador também sugere o pagamento de insalubridade.

Joaquim explica, que em especial neste momento de pandemia, os servidores deste setorestão se expondo, colocando sua integridade física em risco. “Não é fácil chegar em uma residência para fazer uma notificação. Às vezes o fiscal é hostilizado só com palavras, mas também pode até ser agredido fisicamente”, disse.

Ainda de acordo com o vereador, durante as diligências que são feitas, estes servidores também acabam se deparando com pessoas que podem estar com sintomas do coronavirus ou até mesmo contaminadas, fazendo jus ao adicional de insalubridade. “Eles estão prestando serviço em condições insalubres e por tanto têm o direito a receber uma renumeração maior”, citou o vereador.

Joaquim explica que o pagamento de adicional de periculosidade já foi aprovado pela Câmara Municipal, através de uma proposição do vereador José Soares. “Essa matéria já foi motivo de discussão na Câmara. Espero que desta vez o prefeito possa nos ouvir e fazer o pagamento aos fiscais”, destacou.

O vereador lembra que o adicional tem natureza salarial e não indenizatória, cujo objetivo é compensar o trabalho em condições gravosas à saúde do servidor. O adicional pode ser classificado nos graus máximo, médio e mínimo, cujos respectivos percentuais são de 40%, 20% e 10%. 

“É preciso ter consciência de que estes servidores estão enfrentando noites perigosas e além disso, atuando na linha de frente do combate ao coronavirus”, finalizou Joaquim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.