Usuários questionam, mas várias obras estão paralisadas em Goioerê

Há muito tempo que skatistas de Goioerê reclamam da demora da prefeitura, em concluir as obras da pista que está sendo construída no Jardim Morumbi. As obras, que segundo consta, está fora dos padrões para a prática de skate, foram paralisadas há mais de anos, ainda em março de 2018 e até agora nada.
A pista, há muito aguardada pelos skatistas locais,está sendo construída no terreno onde funcionava como local de treinamento para os atletas do Bicicross. A proposta inicial da prefeitura, era urbanizar o espaço, buscando oferecer para os moradores do bairro e da cidade, uma área completa de lazer.
Em janeiro de 2019, diante das diversas reclamações recebidas, a prefeitura, através da Secretaria de Planejamento, informou que estaria notificando a empresa responsável para que a obra fosse terminada. Mas já se passaram um ano e quatro meses e a pista continua do mesmo jeito.
À época, quando as obras foram iniciadas, o prefeito Pedro Coelho dizia que a pista era uma demanda cobrada há tempos pelos atletas e simpatizantes do skate e que a obra tinha como objetivo também, oferecer mais lazer e diversão para os jovens do município.

Inconformado com o abandono da obra, o vereador Patrik Pelói, que já fez várias cobranças para que a prefeitura retome as obras, disse que denunciou à prefeitura, a empresa pela má qualidade dos serviços. “Á época cheguei a denunciar a empresa por má qualidade da obra. Passou-se todo esse tempo e nada foi feito”, diz ele.

Segundo Patrik, muitas pessoas, em especial jovens, adeptos desse esporte, estão cobrando o término da pista, que já teve parte de sua estrutura afundada. “É preciso tomar providência, terminar a obra e dispor a pista para os skatistas”, cita ele.

Em resposta à cobranças feitas pela reportagem no ano passado, a Secretaria de Planejamento da prefeitura informou que o contrato com a empresa responsável teria sido rompido. À época, a informaram que um novo projeto estava sendo feito e que o município aguardava aprovação da Caixa Econômica Federal, para realização de licitação e reinício da obra.

A obra, com orçamento de cerca de R$ 159 mil, começou em março de 2018 e já deveria ter sido entregue. No entanto, a perspectiva é que ainda vai demorar muito para a pistaficar pronta.

OUTRAS OBRAS  PARADAS: – Além da pista de skate, a prefeitura também não concluiu as obras de construção da quadra esportiva gramada do Conjunto Águas Claras.
No local estava previsto também a implantação uma quadra de areia cercada, onde seriam instalados brinquedos, além do calçamento da praça onde seria instalada uma academia ao ar livre. O campinho está abandonado, inclusive sem traves dos gols.
O mesmo acontece no Jardim Universitário, onde a prefeitura iniciou a construção do que a administração chamou de complexo esportivo. As obras estão paradas, terreno com erosão e a comunidade reclamando. Segundo consta, as três obras paralisadas, foram iniciadas pela mesma empresa.
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!