Depois de um ano de portas fechadas, escolas reabem segunda-feira, dia 10

Após um período de mais de um ano de portas fechadas por causa da pandemia da Covid-19, as escolas da rede municipal de ensino de Goioerê, se preparam para abrir novamente. A volta às aulas no município, está agendada para esta segunda-feira, dia 10 e será em formato híbrido.
De acordo com a secretária de Educação do município, Aline Batista, a retomada das aulas será feita de forma que as escolas obedeçam todos os protocolos de segurança contra a Covid-19, como o uso obrigatório de máscaras, distanciamento, higienização das mãos e limitação na capacidade das salas.
O protocolo prevê ainda, a aferição de temperatura na entrada da escola e nas salas de aula, bem como a implantação de tapetes sanitizantes para limpeza dos calçados.
Aline cita que seguindo orientação do estado, a volta às aulas presenciais será de forma gradativa e no sistema hibrido, com aulas presenciais e remotas, de acordo com o número de alunos por sala.
“Esse retorno gradativo vai nos possibilitar agir dentro da realidade, com cautela e prioridade pela saúde, porque ainda estamos em pandemia, mas é necessário o retorno do ensino”, destacou a secretária.

4º e 5º ANOS: De acordo com a secretária Aline, o retorno das aulas atende recomendação do Ministério Público, diante da situação de risco social que muitos alunos estão enfrentando. Ainda segundo ela, em Goioerê as aulas presenciais serão retomadas de forma gradativa, iniciando pelos 4º e 5º anos.
A secretária explicou também que o retorno do aluno será uma opção dos pais, que deverão autorizar seu retorno às atividades presenciais na escola. “Quem não quiser o retorno presencial, o aluno continuará com as aulas remotas”, explica.
Após uma semana de aula, os diretores e professores irão avaliar como foi a experiência do retorno com os alunos do 4º e 5º anos, ponderar os pontos falhos, onde se pode melhorar para então fazer o retorno dos alunos do 3º ano e assim gradativamente.
Os CMEIS serão os últimos a retornarem, uma vez que nestes locais são atendidos os alunos com maior dependência emocional, precisando de colo dos professores.
A secretária lembra aos pais que a direção de cada escola estará fazendo levantamento pelo grupo de WhatsApp para ver quem irá optar pelo estudo remoto e quem ficará no híbrido. Os pais que optarem pelo híbrido terão que assinar um termo de responsabilidade na escola, autorizando a volta presencial do filho.

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!