Vazio sanitário da soja começa e exige atenção dos produtores

A partir desta quinta-feira, 10, inicia-se o período de vazio sanitário da soja em todo o Paraná. O decreto é uma ação estratégica da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) que tem o objetivo de garantir a sanidade vegetal na produção da cultura e proíbe cultivo ou a existência de plantas vivas de soja até o dia 10 de setembro.

Neste sentido, a orientação da equipe técnica da agricultura da Copacol é de que os cooperados sigam as normas publicadas por meio do decreto, já que o descumprimento pode ocasionar sansões administrativas.

“É importante que os produtores façam a limpeza das áreas que possuem plantas tiguera de soja para que não ocorra a propagação de doenças, principalmente da ferrugem asiática. As plantas de tiguera que permanecem na lavoura servem de ponte para várias doenças de uma safra para outra, sendo a fonte do inóculo do próximo cultivo”, destaca o engenheiro agrônomo, Alan Perufo.

A publicação também determina que as pessoas físicas ou jurídicas responsáveis pelo transporte de grãos ou sementes de soja, quando em trânsito por via de território paranaense, efetivem medidas capazes de impedir a queda de grãos dos veículos.

“Quanto ao manejo da tiguera, vale ressaltar, que existem produtos específicos que podem ser utilizados em cada situação. Por isso é importante o produtor procurar orientação da equipe técnica da Cooperativa para fazer o manejo adequado”, orienta Alan.

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.