Vacinação evita novos surtos de doenças, diz coordenadora estadual de Imunização

A Secretaria de Estado da Saúde está orientando pais e responsáveis, no sentido de levarem seus filhos para serem imunizados para evitar novos surtos de doenças no Paraná.

Vera Rita, coordenadora do Programa Estadual de Imunização, lembra que vacinar as crianças é essencial. Ela cita o exemplo do sarampo, que estava erradicado há mais de 20 anos, mas voltou a ter casos confirmados. Os registros persistiram até setembro deste ano, quando a cadeia de transmissão foi interrompida.

Diante da importância da imunização de toda a população, a Secretaria de Estado da Saúde está intensificando as estratégias de proteção contra uma série de doenças, com três campanhas de vacinação paralelas: contra a poliomielite, contra o sarampo e multivacinação. As ações nos municípios paranaenses seguem até 30 de outubro.

Vera garante que todas as vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde são devidamente testadas e, portanto, seguras. Para ter acesso às doses, basta procurar a unidade de saúde mais próxima de casa, preferencialmente tendo em mãos o cartão vacinal – documento que atesta o histórico de imunização de cada paciente.

GOIOERÊ: Em Goioerê, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, 1.463 crianças deverão ser vacinadas contra a polimielite – a paralisia infantil.

AS CAMPANHAS – A vacinação contra poliomielite tem como público-alvo crianças de um ano até menos de cinco anos de idade. Em todo o Paraná são mais de 583 mil pessoas nessa faixa etária, das quais 50 mil foram imunizadas. A avaliação de Vera Rita da Maia é que o número está abaixo do esperado, já que a meta é alcançar 95% dessa população. “Temos um desafio muito grande.” A doença está erradicada desde 1987.

A campanha de multivacinação inclui mais de 10 tipos de vacinas para crianças e adolescentes. Tem como objetivo garantir que todos tenham a oportunidade de atualizar o histórico de imunização contra meningite, rubéola, caxumba, difteria, tétano, pneumonia e diarreia, entre outras doenças graves que podem causar a morte, mas podem ser evitadas com a vacinação.

 

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.