Mãe e padrasto são presos acusados pela morte do menino Henry Borel

Foram presos na manhã desta quinta-feira, pela Polícia do Rio de Janeiro, o casal Monique Medeiros e o vereador ‘Dr Jairinho’ – mãe e padrasto do menino Henry Borel, morto no último dia 8 de março. Os dois foram presos por serem suspeitos da morte da criança.

De acordo com informações do G1, durante as investigações, a polícia identificou que o padrasto agredia o menino com chutes e golpes na cabeça e que a mãe de Henry tinha conhecimento das agressões desde fevereiro.

Além de serem acusados do assassinato do menino, mãe e padrasto são acusados de atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas, no intuito de combinar as versões da história.

Os mandados de prisão, expedidos pelo 2º Tribunal do Júri da Capital Fluminense, são temporários. A defesa do casal, diz que até o momento os dois negam a participação  na morte do menino.

O casal havia se mudado essa semana do local onde a morte do menino ocorreu. Durante as investigações a polícia, identificou que mãe e padrasto chegaram a apagar conversas dos seus aparelhos celulares e suspeita até mesmo que eles tenham trocado de aparelhos. (Com informações do G1).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!