Mãe do Paraná é acusada de vender filho ainda no ventre para cidadão de Portugal

Uma mãe é suspeita de vender o futuro filho ainda no ventre . Segundo a Polícia Federal, após dar à luz, a mulher deixou a criança em Portugal.

A PF apurou que o bebê foi vendido para um cidadão português, com a mulher viajado para Portugal poucos dias antes da data do parto. Logo após o parto a mulher retornou ao Brasil e deixou a criança lá.

CLIQUE E RECEBA AS NOTÍCIAS DE GOIOERÊ E REGIÃO NO WHATSAAP

Foram identificados indícios robustos de que a negociação da criança e os procedimentos de adoção clandestina realizados teriam sido intermediados por uma pessoa residente na cidade de São Paulo.

SIGA- NOS NO INSTAGRAM

A investigação contou com o apoio da INTERPOL e da Polícia de Portugal, que realizou diversas diligências naquele país, sendo que com base nos fatos identificados pela Polícia Federal do Brasil, foi instaurado um novo procedimento investigatório criminal pelas autoridades portuguesas, no qual os suspeitos passaram a ser também investigados pela prática de crimes relacionados ao tráfico internacional de pessoas praticados na Europa.

O bebê deixado em Portugal foi localizado ainda na maternidade e se encontra sob os cuidados das autoridades e rede de proteção à criança de Portugal. (Informações: nossodia.com.br)