Há cerca de 40 dias não chove em Goioerê: perda do milho é de 30%

A situação das lavouras da segunda safra de milho em Goioerê no Paraná não é boa e pode ficar ainda pior nos próximos dias. O atraso no plantio da safrinha e a falta de chuvas na região apontam para ao redor dos 30% do potencial nas áreas de terra roxa e entre 40 e 50% nas localidades de terra mista.

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Goioerê, Sérgio Fortis, já são quase 40 dias sem chuvas no município e as previsões climáticas não apontam precipitações para os próximos dias. Sendo assim, este patamar de perdas deve ficar ainda maior nas próximas semanas.

Outro problema enfrentado pelo produtor é a alta pressão de pulgões, o que obriga os produtores a adicionarem este tipo de defensivo às aplicações de fungicida nesta fase de pendoamento das lavouras.

Fortis destaca que o momento é de dilema para os agricultores que precisam decidir se vão continuar investindo em manejo e aplicações nestas lavouras diante das perspectivas elevadas de perda de produtividade.

A liderança aponta ainda que, 30% da produção esperada já foi negociada nas cooperativas da região com preço médio de R$ 40,00 a saca e, diante deste cenário de perdas, vai sobrar muito pouco para ser vendido nos atuais R$ 95,00 a saca. (noticiasagricola)

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!