Goioerê promove ações de alerta contra a violência sexual de crianças e adolescentes

No dia 18 de maio é celebrado o Dia de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Em Goioerê, a data será lembrada com a realização de um pedágio, agendado para acontecer nesta terça-feira, próximo à Caixa Econômica Federal. O evento é organizado por várias entidades, como Conselho dos Direitos da Criança, Conselho Tutelar e secretarias de Saúde e Assistência Social.

De acordo com a Natalia Tamura, psicóloga do Creas de Goioerê, a ação desta terça-feira tem como objetivo convocar a sociedade para participar da luta em defesa dois direitos das crianças e adolescentes. “É preciso garantir a toda criança o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livre de abusos e da exploração”, enfatiza ela.

A psicóloga alerta que os números de casos de abuso sexual contra a criança e adolescentes em Goioerê são preocupantes, sendo que somente este ano já foram registrados 17 casos, o que demonstra que o problema é mais sério do que se imagina. “A situação é preocupante e nós precisamos envolver a família, sociedade civil e instituições, para que todos assumam o compromisso de enfrentamento da violência sexual”, diz Natalia.

Na sexta-feira, durante reunião na Prefeitura, a Promotora de Justiça, Simone Françolin, alertou para a necessidade de um trabalho que incentive às denúncias no município. Segundo a representante do Ministério Público, as denúncias não precisam ter provas, já que podem ser presumidas através de indícios que podem levar a concluir que uma criança ou adolescente estão sendo vítimas de violência.

Elizabete Macedo, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, reforça que as denúncias podem ser realizadas de forma anônima, sem identificação do denunciante. “Os denunciantes podem ficar tranquilos porque se quiserem será garantido o anonimato”, cita ela, acrescentando que as denúncias podem ser feitas através de discagem gratuita através do Disque 100, além do telefone do Conselho Tutelar: 3522:8250.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!