Ferrovia Norte-Sul vai passar por Campo Mourão, Juranda e Ubiratã

O trecho da ferrovia Norte-Sul ligando Maringá a Cascavel teve o seu Estudo de Viabilidade Técnica concluído e o traçado prevê que os trilhos da linha férrea passarão por quatro municípios da região Peabiru, Campo Mourão, Juranda e Ubiratã. A obra não tem previsão para ser iniciada.

A notícia foi dada pelo deputado federal Rubens Bueno, que frisou ponderou que a ferrovia vai integrar o Paraná, o Brasil e o Mercosul dando à Comcam mais competitividade e dinamismo na sua produção. Com isso, os custos de transporte diminuirão significativamente, com ganhos para os produtores e também o comércio e a indústria da região.

“É mais de uma década de luta para garantir a passagem da ferrovia pela nossa região. Foram muitas idas e vindas, mas nossos argumentos e os estudos técnicos concluíram que pela capacidade econômica dos municípios da região e pela topografia local, é mais recomendável garantir a passagem da estrada de ferro por Campo Mourão. Sem dúvida isso é uma conquista da população e de todos que se engajaram nesse trabalho”, afirmou Rubens Bueno, que destacou o trabalho integrado da bancada federal do Paraná para garantir que a ferrovia cortasse o estado.

Hoje pelo menos 20% do que é exportado pelo porto de Paranaguá, o maior exportador de grãos do Brasil, sai dos produtores cooperados da Coamo Agroindustrial, localizada na região de Campo Mourão, que em 2020 completa 50 anos. A cooperativa, que respondeu em 2019 por 3,1% da produção brasileira de grãos, conta com uma capacidade de armazenagem de 6.591.711 toneladas para o atendimento das necessidades dos associados, sendo a soja o principal produto recebido, seguido pelo milho, trigo, café e outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.