Deputado Zeca Dirceu destina R$ 1,28 milhão para fortalecer o cooperativismo da agricultura familiar

Caminhão e equipamentos vão favorecer a produção e comercialização de alimentos da agricultura familiar, reduzir custos e permitir que esses itens cheguem mais fresquinhos nas escolas, feiras e na mesa dos consumidores.

CLIQUE E RECEBA AS NOTÍCIAS DE GOIOERÊ E REGIÃO NO WHATSAAP

Uma emenda do deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), no valor de R$ 1,28 milhão do orçamento do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), destinada à Federação de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Paraná – FECAFES Paraná, vai permitir a compra de um caminhão com capacidade de transportar carga de aproximadamente 23 toneladas, equipado com câmara refrigerada, para dar conta da logística de entrega e comercialização de alimentos das 58 cooperativas que integram o sistema. Com isso, será possível que os alimentos da agricultura familiar e das comunidades rurais cheguem fresquinhos nas escolas, feiras e na mesa dos consumidores. Facilita a circulação de mercadorias e, com isso, contribui para diminuir os custos da produção do segmento.

SIGA- NOS NO INSTAGRAM

“Esse recurso público vai favorecer também com que agroindústrias familiares e cooperativas locais comprem equipamentos de processamento e de beneficiamento da produção para agregar mais renda ao trabalho das famílias do campo, o que, por tabela, dinamiza a economia dos nossos municípios”, diz o deputado Zeca Dirceu. Na lista de equipamentos previstos no projeto da FECAFES estão máquinas, mobiliário e utilitários para apicultura, câmara fria e expositor refrigerado, processadores e recipientes para uso nas agroindústrias, como descascadores de legumes, caixas de inox e compressores industriais.

Rota solidária
O caminhão adquirido através do repasse da emenda parlamentar vai facilitar o escoamento da produção dos cooperados e cooperadas, interligando as principais regiões produtoras no âmbito da FECAFES. As cooperativas e agroindústrias familiares com viés de economia solidária diretamente contempladas estão localizadas nos municípios de Adrianópolis, no Vale do Ribeira Paranaense, Chopinzinho, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Honório Serpa, Itapejara do Oeste e Santo Antônio do Sudoeste, na região Sudoeste, Pinhão, na parte central do estado, Balsa Nova e Curitiba, na região metropolitana, e Paranaguá, no Litoral. Ponta Grossa, nos Campos Gerais, também integra o roteiro das entregas e carregamentos do caminhão.

Unir um canto ao outro do Paraná pela circulação de mercadorias das pequenas propriedades rurais, integradas às cooperativas do Sistema Unicafes, é uma das metas do projeto que se organiza em “rotas solidárias” de comercialização e vai encurtar o caminho e as despesas para levar, por exemplo, o mel produzido em Santo Antônio do Sudoeste, na fronteira com a Argentina, até Adrianópolis, no Vale do Ribeira, na divisa com municípios da região litorânea do estado de São Paulo.

Custos 25% mais baratos
O Sistema Unicafes estima uma redução em torno de 25% nos custos de produção com os investimentos na melhoria da logística de distribuição e comercialização dos alimentos. “A logística é o principal gargalo, hoje, em termos de produção e comercialização”, aponta a presidente da FECAFES Paraná, Aline Pasda. “Ajustando a logística, você consegue diminuir custos, entregar produtos com preços melhores para o consumidor e tornar esses produtos das cooperativas e agroindústrias familiares mais competitivos e mais atraentes para o consumidor final, o que, na prática, define se você vai participar ou não do mercado”, acrescenta.

Ela lembra que essa competitividade é um fator relevante para a viabilidade da produção, transformação e comercialização dos produtos da agricultura familiar. “As pessoas, lá na ponta, têm de ter acesso e temos de pensar também nesse viés da agricultura familiar como principal segmento responsável pelo combate à fome no país, não apenas como nicho de mercado”, afirma.

Para o presidente do Sistema Unicafes e diretor financeiro da FECAFES Paraná, Ivori Fernandes, “são imensas as demandas das cooperativas da agricultura familiar no campo da organização da produção, da logística, da agroindustrialização, com orientação nas estratégias para desenvolvimento de negócios sustentáveis”, lembra. “Esta emenda vem ao encontro das nossas necessidades, beneficia uma parcela importante das cooperativas filiadas, amplia e se soma ao volume de parcerias em todas as esferas do poder público, fortalecendo as iniciativas já desenvolvidas nos diversos setores e regiões do estado”, completa Ivori.

“O deputado Zeca Dirceu é nosso parceiro constante, que atende prontamente às demandas de fortalecimento do cooperativismo da agricultura familiar e economia solidária. Podemos contar sempre com o trabalho do seu mandato e com a atenção de sua equipe técnica e de representação política”, agradece o presidente da FECAFES Paraná. A FECAFES foi constituída em 2011; possui 58 cooperativas filiadas e 12 mil agricultores familiares. Está presente em 120 municípios paranaenses, com atuação principalmente nas regiões Sudoeste, Oeste, Norte, Centro e Metropolitana.