Copacol: mais de dois mil cooperados são capacitados para avanços nas safras de milho e trigo

Com a proposta de orientar os cooperados visando as próximas safras de inverno com as culturas de milho e trigo, a Copacol realizou uma série de encontros do Seminário Técnico com produtores de toda a sua área de atuação.

A equipe de pesquisadores do CPA (Centro de Pesquisa Agrícola) apresentou estudos sobre correção de solo, plantas daninhas, produtos eficientes no combate a insetos e doenças, bem como cultivares e híbridos de milho com maiores potenciais produtivos.

“O nosso foco foi a cultura do milho que é a mais cultivada pelos cooperados, principalmente no oeste paranaense. Mostramos a eles os resultados da última safra e o que podemos praticar visando melhorar a produtividade na safra seguinte. Mostramos aos produtores os híbridos recomendados e que possuem resistência a pragas e doenças que mais se adaptam a cada clima e solo de cada região, correção de solo e controle de insetos, bem como uma atualização e os resultados de nossas pesquisas”, conta o engenheiro agrônomo, Andrei Regis Sulzbach.

Fomentar tecnologia para o desenvolvimento das áreas produtivas é uma das propostas da Copacol, por meio do CPA, onde são conduzidas parcelas experimentais, além da realização de análises de controle de qualidade, com testes de germinação, vigor e sanidade das sementes, testes de resistência de pragas e doenças, e aferição dos níveis de nutrientes dos fertilizantes comercializados.

Os resultados de todo o conhecimento gerado no CPA são compartilhados por meio dos Seminários Técnicos. Mais de dois mil produtores participaram dos encontros realizados em: Formosa do Oeste; Central Santa Cruz; Nova Aurora; Palmitópolis; Bom Princípio município de Toledo; Goioerê; Cafelândia; Jesuítas e Carajá; Jotaesse; Melissa; Iracema; Universo e Palmitolândia no Oeste. Já no Sudoeste; Realeza; Salto do Lontra; Pérola do Oeste; Pranchita; Capanema e Planalto.

Com o respaldo para adoção de melhores manejos, os produtores se sentem confiantes para enfrentar desafios, como a cigarrinha-do-milho, que afetou diretamente os resultados em anos anteriores. “A Cooperativa apresentou alternativas para controlar melhor essa praga na lavoura. O CPA mostra que um bom planejamento é fundamental a cada safra para alcançar melhores resultados”, destaca o cooperado de Melissa, município de cascavel, Lissandro Sarolli Veran.

TRIGO
No sudoeste do estado, a grande expectativa é uma boa safra de trigo. A cultura se adapta melhor as baixas temperaturas na região e para a próxima safra o CPA também trouxe resultados de estudos que tendem a garantir maior controle de doenças e plantas daninhas“, explica, o pesquisador Andrei.

SOJA 2023/2024
Com área de 290 mil hectares, os produtores estão cultivando a soja, que é a sua maior aposta enquanto cultura de verão. As lavouras se encontram em bom desenvolvimento, algumas áreas já em fase de enchimento de grão. O clima favorece e a expectativa é de uma boa safra.