Falta de medicamentos para tratamento de Covid em pacientes de UTI é preocupante

O Provedor da Santa Casa de Goioerê, Gerson de Brito, esteve na semana passada em Curitiba, para tratar de um assunto que vem preocupando diretores de hospitais de todo o País: medicamentos utilizados no tratamento de pacientes de Covid-19 internados em UTI, que começam a faltar em todo o País.

De acordo com Brito, em Goioerê ainda não foi registrada a falta dos medicamentos, mas que a situação preocupa. “Nós não temos este problema ainda, mas estamos preocupados”, citou, acrescentando que uma outra preocupação dos dirigentes de hospitais, diz respeito aos preços abusivos que estão sendo praticados por laboratórios que detém a comercialização destes medicamentos.

“Infelizmente estão exagerando. Tem medicamentos que custavam R$ 1,20 e que agora, por conta da pandemia, está sendo vendido a R$ 35,00. Isso é inaceitável”, destacou Gerson de Brito.

Entre os medicamentos que começam a faltar, estão os utilizados para fazer a entubação. Sem estes, a ventilação mecânica pode não ser executada de forma adequada e, com isso, aumentar as chances de mortalidade de pessoas com a doença que apresentam quadro de insuficiência respiratória grave.

O Provedor da Santa Casa disse que o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, também está preocupado e se comprometeu em conversar com o Ministério da Saúde sobre o assunto.

 

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.