Alerta: temperatura alta exige maior cuidado com a dengue

A temperatura alta dos últimos dias pode ser uma das condições favoráveis para a proliferação do mosquito transmissor da dengue. De acordo com as autoridades do setor, historicamente o período mais crítico para a ocorrência da doença é no primeiro semestre do ano.

Por conta disso, o alerta é para que a população tenha consciência da necessidade de obedecer todos os cuidados de prevenção à doença, evitando acúmulo de lixo nos quintais, água parada, copos plásticos em terreno baldios, entre outros.

GOIOERÊ: Em Goioerê, o primeiro Lira – Levantamento Rápido de Índices do Aedes Aegypti – realizado no último mês de setembro, mostrou um índice de infestação de 1,1% do mosquito transmissor da dengue, o que significa que em cada cem casas uma tem foco do mosquito.

A infestação está um pouco acima do aceitável pela Organização Mundial da Saúde – OMS – que é de menos de 1%. Nas visitas realizadas para o levantamento, a maior incidência de focos do mosquito foi em vasos ou frascos, pingadeiras, pratos, tanque de obras e calhas.

FOCOS: Os bairros com maiores incidências de focos do mosquito da dengue são: Jardim Colina Verde, Jardim Curitiba, Vila Guaíra, centro e Vila Candeias.

APOIO: Para o controle da dengue, os prefeitos e secretários municipais de saúde devem assegurar a continuidade das ações de controle focal do mosquito, casa a casa, pelos agentes de endemias.

Mas para tanto, devem garantir a disponibilidade de equipamentos de proteção individual (EPI), realizar mutirão de limpeza urbana, convocando a população para colaborar, limpando os quintais, principalmente no período que antecede as chuvas.

 

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.