Local

Após morte de 50 toneladas de peixes, IAP proíbe pescarias em rios da região

A pescaria em rios da região está proibida. O anúncio foi feito nesta semana pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). Na região a pesca está proibida no Rio Piquiri e Cantu (Nova Cantu). O IAP está investigando a morte de peixes nestes locais.

De acordo com as informações, há cerca de 3 semanas, ribeirinhos e pessoas de municípios da região que pescam nestes rios passaram a encontrar uma grande quantidade de peixes mortos. Entre as espécies encontradas estão Piapara, Piau e Mandi.

O IAP estima que a quantidade de peixes morta, encontrada nas três últimas semanas nos rios, chegue a 50 toneladas (50 mil quilos). O Instituto está realizando levantamentos e acredita que os animais foram mortos por contaminação. Alguns locais estão sendo analisados, suspeitos de jogar dejetos nas águas do Piquiri. Até o momento, nenhuma empresa foi notificada.

“Estaremos com uma força tarefa de fiscalização do IAP e Força Verde em todos os sentidos dos rios e em um prazo de 90 dias será feito monitoramento em busca de soluções para desvendar o mistério da mortandade de peixes”, destacou o chefe do IAP de Toledo, Taciano Cesar Freire Maranhão, que coordena a investigação do caso.

Ele informou que no período de proibição da pesca, agentes do IAP e Força Verde farão inclusive o desmanche de acessos de pescadores nos barrancos, os chamados trapiches de pesca. “A fiscalização será intensa em toda área”, reforçou.

NOTA - Em nota divulgada nesta semana à imprensa, o Instituto Ambiental do Paraná, regional de Toledo, informou que técnicos estão percorrendo os rios para identificar o que ocasionou a mortandade de peixes na região. Eles estão utilizando Drones para identificação de possíveis locais de contaminação.

Conforme a nota, a suspeita é que os peixes estejam morrendo por contaminação de agrotóxicos nos entornos do Rio Cantú. Alguns locais considerados como possíveis focos de contaminação foram notificados e exigida a regularização em relação à forma de estocagem.