URGENTE: Diretoria renuncia e aprofunda crise na Santa Casa de Goioerê

A renúncia coletiva da diretoria da Santa Casa de Goioerê no último sábado, dia 14, expõe ainda mais a crise que está sufocando o hospital que já foi uma referência para toda a região.

Mauro Straliot, que sucederia Evaldo Kovalski, que renunciou o cargo de Provedor na quinta-feira, decidiu recuar e junto com os demais diretores, também renunciou e o hospital está sem provedor.

A situação é grave e segundo funcionários do hospital, que pediram para não serem identificados, se as autoridades não tomarem uma providência, a Santa Casa poderá até ter suas portas fechadas.

Um dos motivos da crise, segundo consta, foi a contratação da empresa Samais, responsável pelos serviços médicos no hospital. A empresa não estaria cumprindo com o que foi acordado, inclusive deixando faltar médicos no local.

DIVIDAS: Um outro problema enfrentado pela Santa Casa diz respeito ao aumento do endividamento da entidade. Os recursos recebidos mensalmente não estariam sendo suficientes para cobrir as despesas do mês. Fala-se em um déficit de cerca de R$ 300 mil por mês.