Juiz Eleitoral manda arquivar ação contra prefeito Betinho Lima

O juiz eleitoral da Comarca de Goioerê, Christian Palharini, julgou improcedente a ação de investigação eleitoral, proposta pelo Ministério Público Eleitoral, contra o prefeito Betinho Lima. A informação é do site de notícias Tribuna da Região.

Na ação, o MP acusava o prefeito de ter sido favorecido nas eleições municipais, por conta de influência política enquanto era assessor do Governo do Estado. De acordo com o Ministério Público, Betinho teria usado essa influência em favor de sua campanha eleitoral.

Entre os argumentos citados pelo MP como favorecimento a Betinho, as notícias veiculadas pela imprensa de Goioerê, apontando conquistas como a autorização para construção do prédio próprio do Núcleo Regional de Educação, instalação da Companhia Independente da Polícia Militar, doação de cestas básicas e máscaras entre outras notícias.

Segundo o site Tribuna da Região, o juiz eleitoral julgou totalmente improcedente o pedido para afastar o reconhecimento das práticas de abuso de poder político, imputados aos representados, restando prejudicado o pleito de aplicação das sanções de cassação dos diplomas dos representados e da inelegibilidade de ambos – Betinho e se vice Dr Adilson. Matéria completa na edição impressa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.