Escola agrícola de Goioerê vai custar R$ 16 milhões e atenderá 400 alunos

O município de Goioerê foi contemplado com uma escola agrícola, que deverá ter sua construção iniciada a partir do segundo semestre deste ano. A escola foi destinada para o município através do governo estadual.
De acordo com o prefeito Betinho Lima, a escola trará uma proposta pedagógica diferenciada, oferecendo técnicas de zootecnia, de contato com a agricultura e dando a base para que os alunos no futuro, se assim desejarem, se tornem engenheiros agrônomos.
Na opinião do prefeito, é muito importante qualificar os jovens que serão os sucessores das propriedades rurais e vão sair da escola com conhecimento técnico que permite fazer o melhor, usando menos recursos. “Estamos felizes por mais esta conquista. É uma escola e tanto, que vai oferecer às nossas crianças um mundo de possibilidades”, frisa Betinho.
Eufórico com a conquista, o prefeito diz que aos poucos Goioerê será transformada na cidade que a comunidade tanto sonhou. “Minha proposta é fazer a diferença e nestes quatro anos de mandato teremos uma cidade transformada, de cara nova e com muitas conquistas, em especial na área da educação”, destaca Betinho.
Na quarta-feira, o prefeito enviou projeto de lei para a Câmara Municipal, solicitando autorização para que o município faça a doação de um terreno para o governo estadual, localizado na Vila Rural Candeias. “É nesse terreno que nós vamos construir a escola”, diz Betinho.
No total, segundo o projeto enviado à Câmara Municipal, dois alqueires serão doados para a construção da escola, que terá cerca de 8 mil metros quadrados de construção e salas diversas com capacidade para atender cerca de 400 alunos.
Pelo projeto, a escola contará com área administrativa, laboratórios de informática, laboratórios específicos para estudos agropecuários, biblioteca, refeitório e outras dependências. “É uma escola modelo e desde já quero agradecer ao governador Ratinho Júnior por este presente que ele está dando à nossa Goioerê”, comenta o prefeito.
Ainda pelo projeto, a escola contará com um certo percentual de alunos em regime de internato. “Nós estamos falando de uma escola modelo, que não tem na região e chega para qualificar nossos”, disse, acrescentando que os alunos formados na escola agrícola vão sair preparados para o mercado de trabalho, aplicando nas propriedades rurais o que há de mais moderno na agropecuária.
“Estamos falando de uma escola que qualificar os jovens, que serão os sucessores das propriedades rurais e vão sair da escola com conhecimento técnico que permite fazer o melhor, usando menos recursos. Goioerê está de parabéns”, finalizou.

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!