Saúde de Rancho Alegre intensifica recomendações sobre os cuidados preventivos para evitar a dengue

Com a chegada do verão, o Departamento de Saúde de Rancho Alegre d’Oeste alerta para a necessidade de redobrar os cuidados na prevenção da dengue. O aumento do risco de propagação do mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças dengue, Zika e chikungunya, motiva um esforço intensificado para conscientizar a população sobre medidas preventivas.

CLIQUE E RECEBA AS NOTÍCIAS DE GOIOERÊ E REGIÃO NO WHATSAAP

A propagação do Aedes aegypti atinge seu ápice durante o verão, devido ao aumento da quantidade de chuvas, que proporciona mais locais propícios para a fêmea depositar seus ovos. As altas temperaturas aceleram o ciclo de desenvolvimento do mosquito, resultando em uma proliferação mais rápida entre as fases de ovo, larva e adulto. A água das chuvas pode, ainda, desencadear a eclosão de ovos colocados semanas ou meses antes, originando milhares de novos mosquitos.
A secretária de Saúde, Dayana Rodrigues, destaca a importância de conscientizar a população sobre a prevenção, especialmente em um período propício à proliferação do Aedes aegypti. “Estamos no verão, momento em que as chuvas aumentam, favorecendo a proliferação do mosquito transmissor da dengue. Para evitar isso, precisamos conscientizar a população sobre a prevenção, que depende de medidas efetivas de controle do vetor”, enfatiza Dayana.

SIGA- NOS NO INSTAGRAM
Ela reforça que a prevenção da dengue envolve evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, eliminando água armazenada que possa servir como criadouro. Locais como vasos de plantas, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso e sem manutenção, e até mesmo recipientes pequenos, como tampas de garrafas, podem se tornar criadouros. “Evitar a água parada é a melhor forma de prevenção. Por isso, é fundamental a participação consciente de toda a população”, alerta Dayana.