Copacol alerta piscicultores que devem ficar atento aos manejos diante das baixas temperaturas

O inverno que inclusive veio com grande intensidade na região oeste do Paraná, bem como na área de atuação da Copacol, coloca em alerta os produtores rurais. A atenção maior deve ficar por conta dos terminadores das atividades de avicultura, bovinocultura de leite, piscicultura e suinocultura, uma vez que o intenso frio inspira manejos diferenciados nessas atividades.

Boa parte do milho segunda safra que se encontra a campo, também foi castigado pelo intenso frio que culminou com geada registrada nesta terça-feira 29, com perdas significativas, mas que ainda não são possíveis de serem calculadas.

Com relação a piscicultura, o médico veterinário, Nilson Zgoda, durante entrevista ao programa de rádio da Cooperativa, Estação Copacol, fez uma alerta aos produtores sobre os cuidados que os mesmos devem ter diante da queda de temperatura que segundo ele diminui a temperatura da água.

“Neste momento o produtor deve ficar alerta, principalmente com relação a alimentação dos peixes, uma vez que, com o frio diminui o metabolismo, o que interfere na digestão dos peixes. Se o produtor alimentar o peixe com a temperatura da água mais baixa, pode ocorrer mortalidades, por isso a nossa recomendação para este período é de suspender a alimentação e em caso de dúvida o piscicultor deve procurar a assistência técnica”, alerta Nilson.

Outro cuidado citado por ele, é o de se evitar o uso excessivo dos aeradores, pois os mesmos contribuem para a diminuição da temperatura da água e por isso é importante o uso do óximetro e fazer monitoramento o oxigênio. Nilson frisa também sobre a importância de se manter a qualidade da água

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.