PSD de Ratinho Junior comandará ou ajudará a governar 9 dos 10 maiores municípios do Paraná

O PSD, partido do governador Carlos Massa Ratinho Junior, ganhou as eleições para prefeito ou compôs a chapa vitoriosa em nove das dez cidades mais populosas do Paraná: Curitiba, Maringá, Ponta Grossa, Cascavel, São José dos Pinhais, Foz do Iguaçu, Colombo, Guarapuava e Paranaguá. O saldo foi consolidado neste domingo (29) com o resultado das eleições em 2º turno em Ponta Grossa, 4º maior município do Estado: Professora Elizabeth (PSD) venceu com 52,38% dos votos válidos.

O PSD ganhou as eleições em quatro desses municípios: Maringá (Ulisses Maia), Ponta Grossa (Professora Elizabeth), Foz do Iguaçu (Chico Brasileiro) e Colombo (Helder Lazarotto), e elegeu o vice-prefeito em Curitiba (Eduardo Pimentel), Guarapuava (Samuel Ribas) e Paranaguá (Borba da Transcap). Em São José dos Pinhais e Cascavel a legenda participou das coligações vitoriosas.

O partido elegeu sozinho 129 prefeitos, número que representa 32,3% do total de prefeituras. A legenda conquistou 101 cidades a mais em relação ao pleito de 2016 (28 eleitos), evolução de 360% apenas nas cadeiras do Poder Executivo. A diferença para o segundo e o terceiro partido que mais elegeram prefeitos foi expressiva: o PL e o MDB terão 28 prefeituras cada.

O PSD comandará 28,45 % da população do Estado, à frente do DEM, que terá 23,05% – sem contar Curitiba, maior município do Estado, onde a chapa é formada por DEM-PSD, mas o resultado fica sob alçada do DEM. A diferença é grande para o terceiro colocado, que comandará 8,1% da população, e para o quarto colocado, responsável por 7,75%.

O PSD encabeçou ou compôs a chapa de 246 prefeitos eleitos no Paraná, 61,6% do total de 399, vencendo em 74 das 100 maiores cidades. Houve vitórias expressivas em Pato Branco, Araucária, Apucarana, Pinhais, Umuarama, Arapongas, Campo Mourão, Francisco Beltrão, Piraquara, Sarandi e Cianorte, por exemplo.

Evolução – O PSD fez 128 prefeituras no primeiro turno no Paraná, o que representa 100 a mais em relação a 2016, e uma no segundo turno, fechando 129. O segundo partido que mais cresceu, o PSL, fez 22 novos prefeitos. O terceiro, o Podemos, fez 14 a mais.

Vereadores – A evolução orgânica do partido também será sentida nas Câmaras Municipais a partir de 2021. Foram 656 vereadores do PSD, quase o dobro do segundo colocado, o MDB (396), e mais do que a soma do terceiro (PP) e quarto (PL) colocados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.