Projetos para incentivar pequenos produtores em Goioerê movimentam mais de R$ 4 milhões

Durante uma entrevista coletiva de imprensa nesta quarta-feira (29), o secretário de Agricultura de Goioerê, Paulo Koike, e a diretoria da Associação dos Pequenos Produtores de Goioerê (Aprogoio), reuniram-se para apresentar os números dos projetos formalizados que somam mais de R$ 4 milhões neste ano.

CLIQUE E RECEBA AS NOTÍCIAS DE GOIOERÊ E REGIÃO NO WHATSAAP

À frente da diretoria está a produtora rural Rubilene Cristina de Santana, que explicou que a Aprogoio foi oficializada em maio deste ano. Nos últimos meses, uma força-tarefa foi montada para estruturar a associação, que atualmente abriga 59 produtores rurais. “Estamos na batalha para encontrar mercados e opções mais seguras para que nossos produtores possam comercializar a produção”, afirmou Rubilene.

SIGA- NOS NO INSTAGRAM

A tesoureira da Aprogoio, Dolores de Fátima Santana, revelou que, durante esse período, a associação fechou parcerias importantes com Fundepar, Conab e Seab, firmando convênios que ultrapassam a marca impressionante dos R$ 4 milhões. Isso significa que cada produtor rural tem a garantia de venda de cerca de R$ 115 mil durante o ano.

Os associados da Aprogoio atendem aproximadamente as escolas de 30 municípios sendo as regiões dos Núcleos de Educação de Goioerê, Campo Mourão, Loanda, Maringá e Paranavaí, entregando alimentos para serem servidos na merenda escolar. Vale ressaltar que até o ano passado, esses convênios não ultrapassavam R$ 300 mil.

A Aprogoio conta com o apoio da Secretaria de Agricultura, que tem se dedicado a fortalecer a associação para garantir melhores condições de vida para os produtores. “Estamos buscando todo tipo de alternativa para que os produtores ampliem seus horizontes e possam expandir suas produções no campo, inclusive diversificando seus produtos”, disse o secretário.

Koike acrescentou que está sendo negociado o aumento de 30% para 60% no percentual de alimentos destinados à merenda escolar, vindo diretamente do pequeno produtor. “Com essa expansão, os produtores terão a chance de aumentar suas produções”, afirmou, acrescentando que essa ampliação resultará em uma maior quantidade e variedade de produtos disponíveis na Feira do Produtor.