Para ir logo à CPI da Pandemia, Ricardo Barros entra com mandado no Supremo

O deputado federal Ricardo Barros aguara resultado de  um mandado de segurança, impetrado sexta-feira, dia 2, no Supremo Tribunal Federal. O parlamentar solicita o agendamento de seu depoimento na CPI da Covid do Senado.

O deputado estava convocado para ir logo à CPI na próxima quinta-feira (8), porém a audiência foi desmarcada pela presidência da CPI sem justificativa e sem a definição de nova data.

“Quero prestar o meu depoimento o quanto antes. Já me coloquei diversas vezes à disposição da CPI para esclarecer todos os fatos atribuídos a mim. Vou provar a lisura de todas as minhas ações”, disse o deputado.

Ricardo Barros é acusado de envolvimento na compra da vacina Covaxin, cuja possível irregularidade, foi denunciada por um servidor do Ministério da Saúde. O parlamentar nega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.