Morta com um tiro no peito: moça tinha apenas 18 anos

O rapaz de 19 anos, suspeito de ter matado a namorada de 18 anos com um tiro no peito, responderá pelo crime de feminicídio e porte ilegal de arma de fogo.

CLIQUE E RECEBA AS NOTÍCIAS DE GOIOERÊ E REGIÃO NO WHATSAAP

Alanis Hazielly Corniani foi morta na casa que morava com a prima, no Jardim Universidade, na madrugada do dia 27 de novembro.

SIGA- NOS NO INSTAGRAM

Em depoimento, o suspeito disse que fez um disparo acidental e que não tinha a intenção de matar a namorada. O caso aconteceu em Arapongas e gerou comoção na cidade.

Apesar da negativa do rapaz, a polícia entendeu que ele assumiu o risco de matar a namorada no momento em que apontou a arma para ela.

Segundo consta, o casal tinha um relacionamento conturbado e o rapaz era muito ciumento. A prima da vítima disse, em depoimento à polícia, que apesar de avisado, o rapaz não teve cuidado algum ao manusear a arma, que acabou disparando durante uma suposta brincadeira. Ele teve a prisão convertida em preventiva pela Justiça e continua detido.