Goioerê volta a proibir festas e terá lei seca e toque de recolher

Uma reunião realizada na manhã desta segunda-feira, entre representantes da Prefeitura de Goioerê, comerciantes, líderes religiosos, vereadores e profissionais da área da saúde, definiu novas medidas de restrições, visando o enfrentamento ao avanço da Covid-19 no município.

Ficou definido que pelos próximos 7 dias ficam proibidos a realização de festa com a qualquer quantidade de pessoas, bem como a prática de esportes coletivos e os chamados churrascos em família. Também fica proibido a venda de bebidas alcoólicas e haverá toque de recolher a partir das 22 horas. O novo decreto também fecha as praças e parques públicos.

O prefeito Betinho Lima, presente na reunião, disse que a decisão não foi fácil de ser tomada, mas que não poderia ser diferente, uma vez que em apenas três dias, Goioerê viu os números da Covid aumentarem em 42%. “Não nos resta outra saída a não ser esta”, destacou.

De acordo com a Secretaria de Saúde, nos últimos 21 dias foram 154 novos casos confirmados da doença em Goioerê, números, que segundo a secretária Gabriela Martins, representam 10% de todos os casos registrados no município desde o início da pandemia em março do ano passado. “Infelizmente estamos num período de crescimento e precisamos frear esse avanço”, disse ela.

A secretária lembrou ainda que o que vem mais preocupando as autoridades, é que dos 65 novos casos registrados nos últimos três dias, constam crianças com idades de 1 ano, 5, 7 e 12 anos. “Na verdade tem até um bebê de 11 meses”, disse ela.

Em relação ao comércio, o funcionamento será normal, com os empresários orientando os colaboradores e clientes a usarem máscara, higienizar as mãos e manter o distanciamento. “O comércio tem feito a sua parte e vai continuar fazendo”, disse o presidente da ACIG, Alexandre Cândido.

UTI LOTADA: O prefeito Betinho Lima aproveitou a reunião para informar que a UTI da Santa Casa está lotada. Segundo ele, dos 10 leitos existentes no hospital, 7 estão ocupados por pessoas de Goioerê. “Nós não podemos bobear. A situação está complicada”, frisou.

O prefeito pediu ajuda e colaboração da população, pois conforme ele, só a união poderá vencer essa doença que tem feito tantas vítimas na cidade, inclusive ceifado dezenas de vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!