Gaeco prende vereadores acusados de corrupção

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Paraná cumpriu nesta terça-feira, cinco mandados de prisão preventiva, além de dois mandados de prisão temporária e 22 de busca e apreensão.

A ação fez parte da Operação Saturno, que investiga possíveis crimes de corrupção ativa e passiva, fraude a licitação e tráfico de influência supostamente praticados por empresários, servidores públicos e vereadores de Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

Os alvos das prisões preventivas foram quatro empresários e um vereador. Já a prisão temporária, por cinco dias, foi decretada contra o presidente de uma autarquia e contra um vereador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!