Engenharia tem papel fundamental no desenvolvimento sustentável das cidades

Engenheiros sanam demandas em diversas áreas como infraestrutura e energia. Avanços são comemorados neste Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável

 

O mundo mudou e muda todos os dias, mas a Engenharia continua sendo engrenagem para muitas dessas mudanças. Porque os profissionais da área são versáteis e lidam muito bem com as questões cotidianas no campo das Engenharias, Agronomia e Geociências. Criam soluções e resolvem problemas básicos de vários segmentos: infraestrutura, transportes, saneamento, meio ambiente, água, energia, combustível, entre outros. São muitos avanços para serem comemorados no Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável, celebrado neste 04 de março. Neste sentido, os profissionais de Engenharia são vistos como capazes de lidar com os impactos das alterações climáticas, com questões ambientais emblemáticas de diferentes naturezas e com os desafios de crescimento sustentável e tecnológico das cidades.

Entre os temas importantes de desenvolvimento sustentável dos municípios está a energia limpa – eletricidade gerada a partir de fontes renováveis sem a emissão de poluentes ou impactos ao meio ambiente. No Brasil, os principais tipos de geração de energia são a solar e a eólica. Na região Noroeste, devido a alta incidência solar, o número de instalações de sistemas fotovoltaicos é crescente. A região de Paranavaí (329) lidera o número de serviços realizados na área em 2020, segundo levantamento do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR). As microrregiões de Maringá (322) e Cianorte (184) ocupam o segundo e terceiro lugares do ranking, respectivamente. A região de Campo Mourão (92) está na quarta colocação e a de Umuarama (77), na quinta. No ano, foram emitidas nas cinco microrregiões do Noroeste 1.004 Anotações de Responsabilidade Técnica (ART) de serviços fotovoltaicos.

Sobre a instalação de placas solares, o Crea-PR reforça a necessidade de fazer a instalação segura e a importância do laudo de suportabilidade da estrutura emitido por Engenheiros Mecânicos e Civis. O Engenheiro Civil Hélio Xavier da Silva Filho, gerente regional, diz que o acompanhamento de um profissional técnico habilitado garante o sucesso do projeto e minimiza problemas futuros aos clientes, uma vez que os sistemas fotovoltaicos podem causar sobrecarga nos telhados. “A análise estrutural é necessária em qualquer instalação fotovoltaica, seja em telhados residenciais, comerciais ou coberturas. É uma segurança para a população”, destaca.

O tratamento de efluentes e o correto descarte de resíduos industriais são outros assuntos atuais sustentáveis em destaque. As indústrias, inclusive, devem seguir legislações ambientais vigentes e instalar, se possível, uma Estação de Tratamento de Efluentes (ETE). Em 2020 na região Noroeste foram emitidas 7.004 ARTs de serviços nestas áreas. As obras e serviços realizados foram de instalação de sistema de esgoto sanitário, ligações individuais da rede de esgoto e ligações de sistema de esgoto de resíduos sólidos e líquidos. As emissões foram nas regiões de Maringá (3.137), Umuarama (1.397), Campo Mourão (887), Paranavaí (836) e Cianorte (767).

Data comemorativa
Em todo o mundo, o Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável começou a ser comemorado em 2020, após publicação de uma resolução da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A data constituiu-se como hino global aos Engenheiros e a Engenharia e marca a criação da World Federation of Engineering Organizations/Federação Mundial das Organizações de Engenharia (WFEO) – entidade criada em Paris há 51 anos que representa mais de 30 milhões de Engenheiros de 100 países. A ideia também é destacar mundialmente os trabalhos dos profissionais, além de criar a percepção pública de que a Engenharia e a tecnologia são essenciais no desenvolvimento sustentável das cidades e na melhor qualidade de vida das pessoas.

Na prática, o Dia Mundial da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável alinha a Engenharia aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU), que garantem acesso a serviços básicos como água potável, saneamento, energia e outras necessidades humanas.

Sobre o Crea-PR
O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) é responsável pela regulamentação e fiscalização da atuação de profissionais e empresas das áreas da Engenharias, Agronomias e Geociências. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de orientação e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.

 

 

 

Carina Bernardino
Assessora de Imprensa
Regional Maringá – Crea/ PR
(44) 99900-0383
[email protected]

One thought on “Engenharia tem papel fundamental no desenvolvimento sustentável das cidades

  • 16/09/2021 em 12:53
    Permalink

    Now that we are living in the 21st century with so many different sources of information that provide variable levels of content, banning a book seems archaic in this day and age. I would think that this professor’s time would be better spent helping students wrap their minds around independent critical thinking skills instead of leading by narrowminded opinions and enforcing them by taking away individual intellectual freedom- banning books. This is not acting as “in loca parentis.” To me this is an attempt at creating a dictatorship in which students are not able to excercise their ability to pursue their own personal and aesthetic growth as part of democratic society to broaden their understanding and meaning of their own life.I was raped when I was 16. I give my high school soccer coach so much credit for trying to reach out when he noticed how much I had changed after the event. Unfortunately at the time, I was too afraid to talk as I was bottled up with fear and shame. Speak is a powerful novel with poignant insight. A million times, Thank you!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.