Copacol: Piscicultores de Toledo conhecem técnicas de manejo

Os cooperados que atuam no sistema de integração de piscicultura da Copacol na região de Toledo participaram de uma tarde dedicada ao conhecimento das as técnicas para manejos de verão, período do ano bastante desafiador diante das altas temperaturas.

O Dia de Campo na Psicultura é realizado pela Cooperativa de maneira contínua, com diferentes assuntos relacionados à atividade. “Nossa proposta com esse treinamento é promover uma troca de experiências entre os produtores e mostrar a eles o que está dando certo em outras propriedades.

Também focamos na importância do bom funcionamento dos equipamentos, uma vez que esses são essências para o controle principalmente de oxigênio”, destaca a engenheira de pesca, Daiane Cavalli.

Durante o Dia de Campo foram abordados temas relacionados a manejos de oxigênio, trato dos peixes, manutenção de equipamentos e a aplicação de tecnologias, como a instalação de sondas.

O sol quente e forte calor não impediu que o cooperado Genésio Moratelli e a esposa Diva deixassem a propriedade em Jotaesse, município de Tupãssi para buscar conhecimento. “O que mais me chamou a atenção foi a explicação quanto ao manejo de água, ou seja, como fazer a correta mistura da água, o equilíbrio entre a temperatura da superfície com a da profundidade, achei muito interessante”, conta o produtor.

CONHECIMENTO

Por se tratar de uma estrutura dotada de tecnologia, a propriedade do cooperado de Assis Chateaubriand, André Pelanda, foi escolhida para a capacitação. Com grande experiência na atividade rural na produção de grãos, ele ingressou à integração da piscicultura da Copacol há dois anos na terminação de 700 mil tilápias.

“Estou no meu terceiro lote colhendo os resultados de uma parceria que tende a crescer cada vez mais. Fiz um grande investimento, implantei o que há de mais moderno para a piscicultura, pois acredito que a tecnologia é o caminho para quem quer produzir cada vez mais”, destaca André.

A cada desafio enfrentado, novos Dias de Campo da Piscicultura são agendados, compartilhado o conhecimento com os cooperados. “Dessa maneira inspiramos resultados melhores, que garantem ao produtor melhor rendimento, além da padronização do produto final na indústria”, afirma o gerente da Integração Peixes, Nestor Braun.