Com R$ 9,8 bilhões de faturamento, Copacol paga recorde em sobras aos cooperados

A força da cooperação leva a Copacol mais longe, com desempenho financeiro recorde alcançado pela união de cooperados e colaboradores na geração de oportunidades, que refletem em benefícios para toda a comunidade.

O faturamento atingiu R$ 9,8 bilhões em 2023, crescimento de 6% na comparação com o exercício anterior. O resultado foi apresentado durante AGO (Assembleia Geral Ordinária) realizada nesta sexta-feira, em Cafelândia, com expressiva participação dos cooperados, além do presidente da Ocepar (Organização das Cooperativas do Estado do Paraná), José Roberto Ricken. “Os obstáculos vencidos em 2023 demonstram o quanto somos fortes quando cooperamos juntos neste caminho, transformando para melhor a vida das pessoas, proporcionando bem-estar e sustentabilidade a todos que são impactados pela Cooperativa. Precisamos estar fortalecidos para mantermos a solidez dos negócios, enaltecendo sempre nossos valores de cooperar com um mundo melhor, seja pelo desenvolvimento do campo, com a geração de emprego nas cidades e também pela preservação ambiental”, afirma o diretor-presidente, Valter Pitol.

Em um ano desafiador para a avicultura, responsável por 48% do faturamento bruto da Cooperativa, o desempenho agrícola se destacou: foram 17,4 milhões de sacas de milho e 12,9 milhões de sacas de soja recebidas pela Copacol. Com 8,2 mil cooperados e 16 mil colaboradores, toda a movimentação da Cooperativa, da produção de cereais até a comercialização dos alimentos, contribui para o desenvolvimento das cidades que fazem parte desse ciclo de oportunidades, e também recebem acréscimo no volume de impostos. Em 2023, a Copacol repassou R$ 344 milhões em tributos, que refletem em investimentos em obras, educação e saúde de toda a área de abrangência. “Parabenizo a Copacol pelo desempenho expressivo conquistado em um momento bastante desafiador para a economia e para agricultura. A Cooperativa é um grande exemplo de excelente administração”, afirma Ricken.

RECORDE EM SOBRAS
A tradição de distribuição de sobras, complementações e juros capital atingiu novo recorde de R$ 165,4 milhões, contribuindo com investimentos, realização de sonhos e movimentação da economia. A distribuição foi anunciada durante AGO, com o pagamento da segunda parcela prevista para quarta-feira, dia 7. Ao todo, os cooperados receberão R$ 3,27 por saca de soja fixada na Cooperativa. Por saca de trigo será pago R$ 1,20; milho R$ 1,20; café R$ 15; 0,10 centavos por litro de leite; insumos 4% sobre o faturamento do que foi comprado pelo cooperado na Cooperativa; supermercado e rações 3%; juvenil R$ 0,0293 (unidade); R$ 0,41 por quilo de peixe. Por ave, o total é de R$ 0,60 (cabeça); ovos 0,0174 centavos a unidade; leitão R$ 4,18 (cabeça); suíno R$ 37,70 (cabeça).

ELEIÇÕES
A AGO também elegeu o novo Conselho Fiscal para o exercício de 2024. Os membros efetivos são Jair Irineu Felipe, Martim José Steimbach e Paulo José da Silva; os membros suplentes são Altair Natal Pedroni Fanhani, Darci Mezzari e Jelci Lucia de Ré Motta.

UNIDADES
Com sete Filiais de Vendas (Bebedouro, SP; Cafelândia, PR; Campo Grande, MS; Brasília, DF; Curitiba, PR; São Paulo, SP; e Rio de Janeiro, RJ), a Copacol a está presente com 33 Unidades de Grãos, Insumos e Sementes no Oeste e no Sudoeste do Paraná. As três mais recentes estruturas ficam em Flor da Serra, Nova Prata do Iguaçu e Nova Esperança e já estão recebendo a safra de soja.

A trigésima terceira Unidade da Cooperativa está em construção no Distrito Nossa Senhora da Penha, em Corbélia, e iniciará as operações em 2025. Entre os investimentos realizados no ano estão um novo Centro de Distribuição de Agroquímicos, em Cafelândia; a nova UPA (Unidade de Produção de Alevinos), em Quarto Centenário; ampliação da fábrica de premix em Nova Aurora; obras de elevação do potencial de reuso de água; e energia fotovoltaica.