Coamo antecipa R$ 230 milhões de sobras para seus cooperados

Cooperados da Coamo começaram a receber nesta terça-feira, dia 05, cerca de R$ 230 milhões de sobras. O dinheiro, apelidado de 13º do cooperado, é muito aguardado pelos agricultores associados, que integram as comunidades na área de atuação da cooperativa no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Mas não são apenas os cooperados que festeja a liberação das sobras. O mesmo acontece com o comércio, que todos os anos espera ansioso pelas Sobras da Coamo para incremento da movimentação neste final de ano.

Em Goioerê os pagamentos começaram a ser feitos logo pela manhã, quando cooperados chegaram à cooperativa e foram recepcionados pelo gerente José Adilson Colaço e outros colaboradores da cooperativa.

A exemplo de anos anteriores, a antecipação está sendo paga conforme a movimentação de cada associado na comercialização de soja, trigo, milho e insumos. Estão sendo antecipados R$ 0,75 para a soja, R$ 0,25 para o milho, R$ 0,25 para o trigo e 1,60% para os insumos retirados até 25 de novembro. O restante das Sobras será distribuído aos mais de 31 mil cooperados após a realização da Assembleia Geral Ordinária (AGO), em fevereiro de 2024.

Conforme o presidente do Conselho de Administração da Coamo, José Aroldo Gallassini, é uma satisfação para a diretoria da cooperativa anunciar esta boa notícia para o quadro social. “A Coamo possui tradição do pagamento antecipado das sobras nesta época do ano. Essa condição é realizada desde a sua fundação, há 53 anos”, comenta.

Gallassini destaca que a antecipação só é possível devido à solidez, administração, participação dos associados e bons resultados que a cooperativa vem obtendo. “Comemoramos novamente esses bons resultados, fruto da participação efetiva dos cooperados e da boa administração da diretoria. Neste ano que estamos prestes a encerrar, mais uma vez, o balanço é positivo e apresenta bons números, os quais são bem recebidos pelos associados”, assinala.

Ele recorda que 2023 foi um ano de dificuldades e incertezas para o agronegócio, mas que, mesmo assim, os resultados da Coamo foram bons. “Fazemos questão de transferir o que é dos cooperados para eles que são os donos da cooperativa e recebem parte do lucro, que no cooperativismo é chamado de sobras.  Quanto mais participar, mais forte ele fica e mais forte fica a cooperativa”, diz.

GOIOERÊ: – Ao receber suas sobras, o cooperado José Roberto destacou a importância do dinheiro para a família neste fim de ano. “É um dinheiro sempre bem-vindo, que chega em boa hora e garante um Natal mais alegre para a família”, disse.

Carlos Bukoski cita que já é tradição receber as sobras e que todos os anos chega bem cedo à unidade da Coamo para pegar seu cheque. “Quero agradecer aos diretores e a todos os funcionários por nos proporcionar momentos como este. Estou muito feliz e só tenho que agradecer à diretoria da Coamo”, citou.

O mesmo diz o cooperado Sidney, que todos os anos recebe suas sobras e garante um Natal com mais fartura para a sua família. “Além disse, usamos parte do dinheiro para pagarmos algumas continhas’, frisou ele.

Também não é diferente com o cooperado Rafael Aparecido, que disse que com o dinheiro extra a família poderá quitar alguns compromissos e ainda fazer um Natal mais alegre para todos. “Estamos felizes e só temos que agradecer à diretoria e todos os funcionários da Coamo”, destacou.

MOREIRA SALES: – Ao receber as sobras em Moreira Sales, o cooperado Abel Canezin destacou a importância do dinheiro extra. “Nossa família esta muito feliz em estar recebendo mais uma vez as sobras da Coamo. Este dinheiro é muito bem-vindo, especialmente agora no final do ano, para trazer uma tranquilidade e um Natal muito melhor. Parabéns à Coamo, seus diretores e todos os funcionários”, comentou.

Quem também comemorou e parabenizou a Coamo foi o cooperado José Carlos Moreno. “Parabéns à diretoria e funcionários pela brilhante atuação e administração da Coamo. Nossa cooperativa sabe muito bem investir e administrar os recursos, trazendo nestes 53 anos muitos resultados positivos e revertidos em sobras para todos os cooperados”, frisou.

JANIÓPOLIS: – Assim como em todas as unidades da Coamo, cooperados chegaram cedo em Janiópolis. É o caso de Paulo Farias e João Vanderlei, que não se cansam de elogiar a Coamo e destacam a boa gestão da cooperativa. “Sem dúvida, a gente só recebe porque a administração é boa, honesta e transparente”, disseram.

O mesmo diz Osmar Vicente, cooperado da Coamo e morador do bairro Água da Fartura, município de Farol. “Não tem como não elogiar a boa administração feita na Coamo. Parabéns para a diretoria e sucesso para nós cooperados”, frisou.

QUARTO CENTENÁRIO: – Em Quarto Centenário, o cooperado José Luiz Bortoluzzi citou que é gratificante para o cooperado o recebimento das sobras, que segundo ele, é fruto de uma boa administração e gestão da diretoria da Coamo. “Sem dúvida, um recurso que chega em boa hora, e é sempre uma satisfação poder receber parte do resultado positivo financeiro dos insumos que adquirimos  para plantar e produzir e também sobre o resultado da entrega da minha produção de soja e milho na Coamo”, frisou.

RANCHO ALEGRE D’OESTE: – Ao receber suas sobras, o0 cooperado José Antonio Zanuto fez questão de cita que a distribuição de sobras da Coamo é o resultado de um trabalho de parceria entre cooperativa, funcionários e diretores da Cooperativa. “E tem mais. Estamos falando de um dinheiro que vem em um ótimo momento, onde nós cooperados já aguardamos ansiosos. Parabéns aos cooperados, diretores e funcionários da Coamo por esse brilhante resultado”, comentou ele.

Quem também elogiou a Coamo foi o cooperado Jose Rivelino Fioroto. “Receber as sobras da Coamo é o resultado de nosso trabalho e participação na cooperativa. O adiantamento desse dinheiro chega em uma hora boa e nós cooperados ficamos muito felizes pelos resultados apresentados pela cooperativa”, disse.

Já o cooperado Luiz Fernando de Oliveira, cita que é  sempre muito gratificante e satisfatório receber as sobras da Coamo, pois é o resultado da participação e parceria do cooperado com a cooperativa. “Nós, cooperados, ficamos muito feliz e honrado por participar dessa distribuição de resultado”, destacou.