Covid: 699 pessoas aguardam na fila por leitos de UTI no Paraná

Hospitais lotados, UBS improvisadas e 699 pessoas na fila de espera por um leito de UTI e enfermaria. Este é o cenário registrado no final da tarde desta terça-feira no Estado do Paraná, que vive um dos piores momentos desde que começou a pandemia da Covid-19.

Mesmo com a abertura de 148 novos leitos hospitalares, bancados pelo governo estadual, a situação segue dramática, com profissionais de saúde apavorados por conta da alta demanda de pacientes infectados ou com suspeita de Coronavirus.

Dados da Secretaria de Estado da Saúde apontam que Curitiba e Região Metropolitana concentram a maior fila: 246 pacientes, 81 para UTI e 165 para enfermaria. A macrorregião Leste registra uma fila de 142 pacientes, 51 de UTI e 91 para enfermaria, a macrorregião Oeste já conta com 160 pacientes, sendo 81 de UTI e 79 para enfermaria, a macrorregião Norte está com 53 pacientes, 30 de UTI e 23 para enfermaria e a macrorregião Noroeste conta com 98 pacientes, sendo 22 de UTI e 76 para enfermaria.

GOIOERÊ: Em Goioerê a situação não é diferente. Além da falta de leitos, a Santa Casa da cidade já sofre com a falta de insumos, medicamentos e até mesmo oxigênio.

O prefeito Betinho Lima vem acompanhado a situação de perto e tem pedido colaboração à população. “Se não houve colaboração, a gente não vence essa guerra”, diz ele.

Por conta do avanço da pandemia e o número de casos aumentando todos os dias, o prefeito segue decreto estadual que determinou o fechamento do comércio e vários outros setores.

“Infelizmente essa é uma medida necessária, que vai nos ajudar a conter o avanço da propagação do vírus com menos gente circulando pela cidade”, diz o prefeito.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.