Local

Saúde, segurança e assistência social foram temas principais na sessão de ontem à noite

CÂMARA DE VERADORES

Os temas principais, que dominaram a sessão plenária da Câmara de Vereadores desta segunda-feira, foram saúde, segurança e assistência social.

De autoria do vereador Jacy da Silva, foi aprovado requerimento que solicita da prefeitura, em especial do setor responsável, para que apresente relatório detalhado de todas as visitas feitas a pacientes acamados, por agentes de saúde das Unidades Básicas de Saúde.

O vereador cita que no relatório devem constar nomes dos agentes, data da visita, nome do paciente, doença ou motivo do mesmo estar acamado. “É preciso acompanhar as ações da saúde, daí a razão desse requerimento”, disse.

Ainda na área da saúde, foi aprovado requerimento de autoria da vereadora Luci Alvino, que solicita da prefeitura, informações sobre a situação das cadeiras odontológicas das Unidades Básicas de Saúde que foram enviadas para conserto.

De acordo com a vereadora, é preciso saber quando essas cadeiras deverão estar à disposição dos profissionais para atendimento à população. Ela pede o envio de relatório detalhado de quais cadeiras odontológicas estão em atividade e quais estão em conserto.

Já na área da assistência social, foi aprovado requerimento de autoria do vereador Abrão Isaque, com apoio dos colegas Jaime Bueno, Joaquim Rafael, Patrik Pelói e Walter Fernandes Martins, solicitando informações sobre o Lar Águas Claras. O vereador quer saber o que falta para a inauguração da obra, qual a previsão do início de funcionamento, quem poderá ser acolhido pelo centro e qual será o critério de seleção utilizado.

Dentro da área de segurança, foi aprovado indicação do vereador Patrik Pelói, sugerindo da prefeitura, estudos junto à assessoria jurídica e Secretaria de Segurança e Trânsito, objetivando praticar gestões pleiteando uma “Escolinha de Trânsito” para o município de Goioerê.

De autoria do vereador Agilson Flausino, foi aprovado requerimento que solicita informações sobre a Fundação Cultural de Goioerê. Ele quer saber se a entidade deixou de existir, qual o dispositivo legal que ampara essa situação e qual a data que ele foi emitido.