Câmara aprova orçamento que prevê receitas de R$ 94 milhões em Goioerê

Os vereadores de Goioerê aprovaram na última segunda-feira, dia 14, o projeto de orçamento do município, que prevê para o ano de 2021, uma receita da ordem de R$ 94 milhões.

Pelo projeto, a maior parte dos recursos será destinada á folha de pagamento dos servidores, cuja previsão é de gastar R$ 45.335.745,42 com pessoal e encargos sociais. A previsão de gastos com o Legislativo é de R$ 4.128.000,00.

De acordo com os números, o maior orçamento é da Secretaria de Saúde, que conta com valores estimados da ordem de R$ 23 milhões e 290 mil. Em seguida vem a Educação, com R$ 23 milhões e 3 mil.

Ao todo, a LOA 2021 prevê a aplicação de R$ 94,6 milhões. No entanto, o que deverá preocupar o próximo prefeito, é a capacidade de investimento, que é ínfima se comparada às projeções de arrecadação no ano que vem.

Na mensagem do projeto, que leva a assinatura do prefeito Pedro Coelho, o documento diz que o município de Goioerê está se adequando às novas exigências legais, no que se refere às finanças públicas.

O prefeito também fala em gestão fiscal responsável e diz que a cidade tem se preparado para cumprir na íntegra os princípios introduzidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

O próximo prefeito é Betinho Lima, eleito no pleito de 15 de novembro, com uma votação expressiva de 7.155 sufrágios. Ele diz que além dos recursos previstos, vai trabalhar para buscar dinheiro extra. “Temos que nos mexer e buscarmos saídas para realizarmos a melhor administração da história de Goioerê”, diz ele.

Betinho cita que a economia do país e do mundo de modo geral está muito insegura, sendo preciso agir com responsabilidade. “Eu sei que o orçamento de Goioerê é pequeno e por isso vou trabalhar para ampliarmos isso com muita responsabilidade”, frisou.

IMPOSITIVO: – Além do Orçamento Impositivo para o exercício de 2021, consta do projeto de Lei Orçamentária, apenas uma emenda que prevê a construção de uma quadra de ginástica rítmica. Orçamento Impositivo é de R$ 953 mil, dividido em emendas destinadas aos 9 vereadores da atual legislatura para serem aplicadas em projetos para o exercício de 2021/24.

O Orçamento impositivo, tem como regra (prevista na Lei Orgânica do Município) a obrigação da prefeitura em executar emendas propostas pelos parlamentares no ano anterior, ou seja, as emendas para 2021 serão propostas pelos vereadores em 2020.

Para esse ano, o valor individual da emenda impositiva é de R$ 105 mil para cada vereador, que serão executadas no próximo ano. Seguindo a Constituição Federal, a votação desse orçamento é realizada sempre no fim de cada ano.

A implantação do Orçamento Impositivo foi uma iniciativa da legislatura passada, proposta pelo vereador Patrik Peloi e que já possibilitou importantes realizações, como auxílio a entidades, obras de infraestrutura, aquisições de ambulâncias, mutirão de saúde e outras realizações, como a pavimentação asfáltica no Jardim América.

 

Siga nossa página no facebook: facebook.com/gazetagoioere

E nosso Instagram: @gazetagoioere

Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe da Gazeta Regional pelo WhatsApp (44) 3522-2537 ou entre em contato pelo (44) 3522-2537.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!