Avança emancipação do campus do IFPR Goioerê

O deputado e líder do PT na Câmara Federal, Zeca Dirceu, confirmou nesta semana, que está trabalhando junto ao Ministério da Educação, pela emancipação do campus do IFPR de Goioerê.

Segundo o deputado, ele esteve reunido com Getúlio Marques Ferreira, secretário de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), e no encontro foi sugerida a criação de novos campi do Instituto, assim como a emancipação do IFPR Goioerê.

Atualmente, o IFPR Goioerê conta com aproximadamente 190 estudantes nos cursos técnicos integrados ao ensino médio, técnico em informática e técnico em moda. Também são ofertados no campus, 240 vagas de cursos FIC (Formação Inicial e Continuada), além de um curso pré-vestibular com 120 vagas – todas já estão preenchidas.

Também em Goioerê são realizados outros projetos, especializações e cursos subsequentes que atendem os vários municípios da região. A direção do campus também tem projetos de implantar ensino superior nas áreas de tecnologia e do agro.

O diretor-adjunto do campus, Gabriel Quinato, explica que o IFPR de Goioerê é um campus avançado, sem autonomia administrativa, pois está ligado ao campus sede de Umuarama. “Temos um orçamento extremamente reduzido, somos limitados a um número de servidores muito pequeno, somos limitados a 20 docentes e 13 técnicos para todos estes alunos”, disse, acrescentando a necessidade do campus ser emancipado.

HISTÓRICO: – Em 2015, o então vice-prefeito José Torres, mobilizou a região e articulou junto ao deputado federal Zeca Dirceu em Brasília, a liberação de recursos necessários para a conclusão das obras, e assim, o IFPR Goioerê se tornou realidade.

De acordo com Zeca, a emancipação do IFPR de Goioerê é uma prioridade de seu mandato. “Sem dúvida, estou trabalhando e colocando essa luta como prioridade do meu mandato”, disse o deputado, acrescentando que a transformação de campus avançado para campus autônomo garante às unidades uma direção própria.

NÚMEROS: – Atualmente, o IFPR possui 20 campi, seis campi avançados e quatro centros de referência distribuídos pelo Paraná. Segundo dados da instituição de ensino, há 29 mil estudantes; 1430 docentes e 965 técnicos administrativos. Uma comunidade acadêmica distribuída em 310 cursos de diferentes níveis: técnicos, de graduação, de qualificação profissional e de pós-graduação.

CLIQUE E RECEBA AS NOTÍCIAS DE GOIOERÊ E REGIÃO NO WHATSAAP