13º e antecipação da folha dos servidores injetam mais de R$ 3 milhões no comércio

Os servidores do município de Goioerê receberam antecipado, nesta quarta-feira, dia 20, o salário do mês de dezembro. Além disso, já está na conta deles, a segunda parcela do 13º, o que vai possibilitar ao comércio da cidade, receber uma injeção de recursos de R$ 3 milhões neste fim de ano.

CLIQUE E RECEBA AS NOTÍCIAS DE GOIOERÊ E REGIÃO NO WHATSAAP

O prefeito Betinho Lima cita que a antecipação dos benefícios é uma forma de contribuir não apenas com o servidor que tem compromissos financeiros, como também com a economia da cidade. “A gente sabe a importância dessa iniciativa para a cidade”, diz ele.

Betinho cita ainda que o recurso que entra na conta dos servidores também vai ajudar na confraternização das famílias. “Este é um momento de festas, de Natal, de união das famílias, de compra de presentes e também de colocar as contas em dia. Temos compromisso com os servidores e com o desenvolvimento da nossa cidade, por isso antecipamos os valores e fazendo a roda da economia girar mais rápido”, frisa o prefeito.

O presidente da ACIG – Associação Comercial e Empresarial de Goioerê, Lenilson Munhoz, cita que a antecipação do pagamento dos servidores e também do 13º, é bastante positivo para o comércio local. “Sem dúvida, uma iniciativa positiva, não apenas pela quantidade de dinheiro injetada na economia, mas também porque gera expectativas positivas nos empresários”, comentou.

Para os lojistas e comerciantes em geral, o pagamento dos salários e do 13º aos servidores, ajuda ainda mais a aquecer as vendas. “A gente agradece à administração por pagar o servidor em dia e adiantar o mês de dezembro. Com certeza todos nós do comércio seremos beneficiados”, citam lojistas.

SIGA- NOS NO INSTAGRAM

PESQUISA: – Pesquisa feita Fecomércio e Sebrae, aponta que 81,3% dos consumidores pretendem presentear parentes ou amigos neste Natal. O percentual está acima dos 78,8% registrados em 2022.

O presidente da ACIG diz que a expectativa é de que as vendas possam crescer em cerca de 15% em relação ao mesmo período no ano passado.

Lenilson comenta que a injeção de recursos gera expectativa de consumo tanto no comércio quanto no setor de serviços. “O comércio está otimista e acreditando que nesta reta final do Natal haverá uma explosão de vendas”, destaca o presidente da ACIG.