Local

Orientados pelo MP, prefeitos debatem implantação do “Família Acolhedora”

Prefeitos da Comarca de Goioerê, se reuniram na manhã desta quinta-feira, para implementarem as discussões sobre a implantação do programa ‘Família Acolhedora’, sugerido pelo Ministério Público.

O programa é um serviço de proteção social, que tem o objetivo de atender criançase adolescentes em situação de abandono ou impossibilidade temporária da família cumprir suas responsabilidades.

O foco, segundo o que determina a lei, é garantir que o período de afastamento do convívio familiar de crianças e adolescentes em situação de risco, se torne mais humano.

O prefeito Rafael Bolacha, de Moreira Sales, presente na reunião, disse que a lei é muito significativa, pois destaca a importância do cuidado com as crianças e adolescentes. “A sociedade precisa voltar os olhos para as crianças que estão em situação de vulnerabilidade. Esse programa vai possibilitar isso”, afirmou.O programa já funciona em várias cidades do país, sendo considerado um sucesso por instituições como o Ministério Público.

A prefeita Suely Silva, de Rancho Alegre D’Oeste, cita que o programa surge como uma alternativa de acolhimento mais humano, diferente do acolhimento institucional, onde a criança e o adolescente são privados da convivência familiar, que é um direito estabelecido pelo Estatuto da Criança e Adolescente.

Já o prefeito de Goioerê, Pedro Coelho, disse que esta é a segunda reunião para discutir o assunto e que já houve avanços significativos para colocar o programa em funcionamento. “Avançamos bastante na programação estabelecida e queremos concluir logo os trabalhos, para que possamos implantar o programa o mais rápido possível. É um programa importante que vai fomentar uma nova cultura de acolhimento nos nossos municípios”, disse ele.

Aldeias SOS - Em Goioerê, atualmente,a Aldeia SOS é a instituição responsável pelo acolhimento de crianças, mantendo pelo menos duas Casas Lares no município. Os prefeitos decidiram firmar novo convênio com a entidade para dar sequência ao programa.

Da reunião, ficou decidido que cada um dos quatro municípios irão repassar R$ 2.000 por mês para a Aldeia SOS acolher as crianças, sendo que Goioerê terá 10 vagas de acolhimento, Moreira Sales 4, Quarto Centenário 4 e Rancho Alegre do Oeste 4.

Prefeitos – A reunião contou com a presença dos prefeitos Pedro Coelho (Goioerê), Rafael Bolacha (Moreira Sales), Suely Silva (Rancho Alegre D’Oeste) e Reinaldo Krachinski (Quarto Centenário).