Local

MEI é alternativa para formalização de negócios, diz o prefeito Pedro Coelho

A noite da última quarta-feira, foi marcada pela conquista de mais uma etapa na vida de micro e pequenos empresários de Goioerê, oportunidade em que um grupo de MEI – Micro Empreendedores Individuais, receberam certificados do Programa Bom Negócio Paraná.

A capacitação, gratuita, foi realizada através de parceria da prefeitura, por intermédio da Secretaria de Indústria e Comércio e Fomento Paraná, com apoio da UEM – Universidade Estadual de Maringá e Polo da UAB – Universidade Aberta do Brasil.

Presente no evento, o prefeito Pedro Coelho disse que o MEI é uma alternativa para formalização de negócios no município. Segundo ele, Goioerê conta com cerca de 2 mil MEIs, que estão sendo capacitados e orientados a participarem das licitações da prefeitura.

“Com os treinamentos oferecidos pela administração, esses profissionais podem agora participar de certames licitatórios, ter acesso a linhas de crédito e serem alcançados por políticas públicas”, disse Coelho.

Também presente na solenidade, a secretária Regina Cruz, da Indústria e Comércio, disse que a administração municipal tem dado todo o suporte necessário para a formalização dos MEI.

“O prefeito Pedro Coelho tem sido muito parceiro nesse sentido, pois a geração de emprego e renda é um dos compromissos que busca honrar todos os dias com a população”, citou ela.

Elacita que a capacitação através do Bom Negócio Paraná foi muito importante e que outros treinamentos têm sido feitos, sempre buscando garantir aos MEI, a oportunidade de empreender e crescer, desenvolvendo uma atividade econômica.

Gilson Croscato, diretor do Campus da UEM em Goioerê, disse destacou a importância do curso, citando que seu objetivo é promover o desenvolvimento econômico do município, através da capacitação de micros e pequenos empreendedores para gerir e administrar seu negócio, mesmo àqueles que ainda não têm sua própria empresa.

“A verdade é uma só, além de fomentar o crescimento do negócio, a capacitação contribui para a geração de emprego e renda, melhorando assim, a qualidade de vida da população”, citou ele.