• segunda, 21 de agosto de 2017
  • Versão Impressa
  • Fale Conosco
  • 13º C

    Goioerê, 21 de agosto de 2017

    Hoje

    13º C Ensolarado

    21º C 7º C

    Esta semana

    20º C 10º C
    26º C 16º C
    27º C 18º C
    28º C 18º C
Local

Goioerê registra aumento de 15% nas doações de sangue

A Secretaria de Saúde de Goioerê, lançou quarta-feira, uma campanha para incentivar a doação regular de sangue entre os goioerenses. O objetivo, segundo o secretário Antonio Carlos Sestak, é manter os estoques do Hemonúcleo abastecidos, principalmente no período do inverno, aos mesmo tempo que se busca ampliar o número de doadores.

Sestak explica que todo ano é a mesma coisa. Ao chegar o período de temperaturas mais baixas, há também, uma baixa nos estoques de sangue. Outra razão, são as férias escolares do mês de julho. “Nem todo mundo sabe, mas esse é o período mais crítico para o Hemonúcleo e nós queremos incentivar a população a doar sangue e manter os estoques para atender a todos quando precisarem”, disse.

O secretário comenta, que embora na média estadual, as doações caíram 24%, em Goioerê os números são positivos. A enfermeira Marta Pereira cita que Goioerê tem sido muito presente nas doações e que o Hemonúcleo tem sido abastecido por doadores da cidade. “Mesmo com adesão baixa, acreditamos que os índices de doadores aumentaram em torno de uns 15%”, diz ela.

COMO DOAR - No Brasil, podem doar pessoas entre 16 e 69 anos de idade, com mais de 50 kg. Para os menores de 18 anos é necessário o acompanhamento de um responsável. O candidato deve estar em boas condições de saúde, descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum.

A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

Antes da doação é feita uma triagem médica e hematológica para avaliar se o doador está em boas condições. O volume de sangue retirado é aproximadamente 450 ml e a reposição no organismo ocorre em algumas horas. Uma bolsa de sangue pode ser utilizada em até três pacientes.

PARANÁ - Em 2016, 175 mil bolsas de sangue foram coletadas pelo Hemepar. Neste ano, até agora foram 67 mil doações. De acordo com o diretor do Hemepar, Paulo Hatschbach, são necessárias de 14 a 15 mil bolsas de sangue por mês no estado.

BRASIL - No Brasil, cerca de 3,5 milhões de pessoas realizam transfusão de sangue. Ao todo, existem no país 27 hemocentros coordenadores e 500 serviços de coleta. Atualmente, 1,8% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) - de pelo menos 1% da população - o Ministério da Saúde tem trabalhado para aumentar a taxa.