• sexta, 19 de outubro de 2018
  • Versão Impressa
  • Fale Conosco
  • 21º C

    Goioerê, 19 de outubro de 2018

    Hoje

    21º C Poucas nuvens

    30º C 17º C

    Esta semana

    27º C 17º C
    26º C 15º C
    28º C 15º C
    29º C 20º C
Saúde

Frio faz aumentar casos de doenças respiratórias

A chegada das baixas temperaturas vem fazendo aumentar o número de casos de doenças respiratórias no sistema público de saúde em todo o Paraná. Em Goioerê não é diferente, com os casos incidindo mais sobre crianças e idosos.

Segundo os médicos, no inverno, é comum as pessoas se concentrarem em locais fechados, o que facilita a propagação de vírus e bactérias que provocam mal à saúde humana. Entre os casos mais comuns estão gripe, resfriado, amidalite, asma, otite, bronquite, pneumonia, sinusite e alergias.

Os médicos explicam que os resfriados causados nesse período, se caracterizampor mal-estar, dor de garganta, corisa, febre baixa e indisposição. Geralmente não impedem a realização das atividades rotineiras, como trabalho e estudo. A duração é curta, entre três e cinco dias.

No caso da gripe, o quadro é mais instável e os sintomas, apesar de semelhantes aos dos resfriados, são mais intensos. A ação do vírus influenza costuma causar febres acima de 38 graus e provoca cansaço maior. O período de recuperação é mais longo, cerca de uma semana, e exige atenção maior para evitar possíveis complicações.

Nesse caso, recomenda-se que a pessoa evite até mesmo ir ao trabalho ou à escola, para que não propague o vírus e se recupere da melhor maneira. Por isso é feita a vacinação em massa, para evitar que a população adoeça em grande escala. Uma saudação, um cumprimento, o contato direto ou indireto já são suficientes para transmitir o vírus.